Os 10 animais mais perigosos da Austrália

0

A Austrália é conhecida como um dos maiores redutos de animais peçonhentos e perigosos do planeta. Inclusive, o Museu de Sydney fez uma classificação das espécies mais perigosas do país.

Para a elaboração dessa lista foi levada em consideração a ameaça que esses animais representam e a probabilidade de encontrá-los em ambientes selvagens.

Se você pensa em viajar para a Austrália, não deixe de conferir a lista dos 10 animais mais perigosos que você pode encontrar por lá:

1 – Cobra da morte

cobra-da-morte

Nome científico: Acanthophis antarcticus

Nível de periculosidade: 7/10

Diferente de outras serpentes, a cobra da morte prefere usar sua camuflagem como defesa ao invés de fugir. Além disso, suas presas são longas e podem penetrar profundamente.

Por estas razões, é fácil ser mordido se você estiver andando por seu território.

2 – Taipan

taipan

Nome científico: Oxyuranus scutellatus

Nível de periculosidade: 7/10

Medindo cerca de dois metros, a taipan costeira não é uma cobra agressiva, mas é capaz de se defender com um ataque rápido e preciso.

Sua prima taipan do Interior é mais venenosa, mas raramente é encontrada por pessoas e não há registro de mortes causadas por ela.

3 – Polvo-de-anéis-azuis

polvo-de-aneis-azuis

Nome científico: Genus Hapalochlaena

Nível de periculosidade: 7/10

Existem cerca de quatro espécies de polvos-de-anéis-azuis na costa australiana. Curiosamente os anéis só ficam azuis quando esses animais se sentem ameaçados.

  Por que o som da mastigação irrita algumas pessoas?

A maior parte dos acidentes com estes invertebrados ocorrem no momento em que eles são capturados e retirados da água.

4 – Aranha-teia-de-funil

aranha-teia-de-funil

Nome científico: Atrax robustus

Nível de periculosidade: 8/10

Boa parte dos subúrbios da costa norte de Sydney estão situados sobre o território da Aranha-teia-de-funil. Desde 1927, 14 mortes causadas por essa aranha, todas pelo macho da espécie, foram registradas.

A luz UV (ultravioleta) pode matar essa espécie de aranha. De modo que, durante o dia, elas precisam buscar abrigo para se esconder do sol, e um sapato pode ser o lugar perfeito. Apesar disso, é comum essas aranhas construírem tocas sob pilhas de tijolos ou um tronco.

5 – Crocodilo-de-água-salgada

crocodilo-de-agua-salgada

Nome científico: Crocodylus porosus

Nível de periculosidade: 8/10

Naturais do norte da Austrália, os crocodilos-de-água-salgada podem ser encontrados no oceano, embora sejam mais facilmente encontrados em água doce.

Ao viajar por essa região é preciso estar atento aos sinais de perigo, porque este crocodilo arma emboscadas para suas vítimas. Aconselha-se também não deixar animais de estimação acorrentados fora de um abrigo.

6 – Cobra-Marrom

cobra-marrom

Nome científico: Pseudonaja textilis

Nível de periculosidade: 8/10

A cobra-marrom é provavelmente a responsável pela maior parte das mortes causadas por mordida de serpente na Austrália.

Medindo pouco mais de um metro de comprimento, é uma cobra muito agressiva. Por esta razão, deve-se evitar proximidade com ela para evitar seu bote.

  10 curiosidades que você não sabia sobre o Titanic

7 – Tubarão-cabeça-chata

tubarao-cabeca-chata

Nome científico: Carcharhinus leucas

Nível de periculosidade: 8/10

Encontrado em águas costeiras de todo o mundo, o tubarão-cabeça-chata é mais comum em estuários, portos e rios.

Este tubarão é um predador ardiloso, que está por perto sempre que há carcaças de baleias mortas. É o provavelmente o responsável pela maioria dos cães domésticos que desaparecem nas águas.

8 – Irukandji

irukandji

Nome científico: Carukia barnesi

Nível de periculosidade: 9/10

Um tipo de cubozoa pequena, a água-viva Irukandji tem o tamanho de uma unha, mas tentáculos que podem atingir até um metro de comprimento.

Enquanto vespa-do-mar é geralmente encontrada em águas rasas, a Irukandji é mais comum em águas profundas. Os cientistas não estão certos da região que esses animais habitam, pois foram relatados acidentes ao logo de toda a costa australiana.

9 – Abelha-europeia

abelha-europeia

Nome científico: Apis mellifera

Nível de periculosidade: 9/10

Mesmo não sendo nativas da Austrália, essas abelhas estão em segundo lugar na lista. Isso porque, elas representam uma ameaça maior para pessoas alérgicas ao veneno de sua picada.

Cerca de 100 abelhas-europeias são suficientes para por a vida de uma pessoa em risco. Mas, para aqueles que são alérgicos, uma única picada pode ser fatal.

As abelhas perdem seu ferrão e morrem ao picar sua vítima, por isso cada abelha só pode picar uma única vez.

  Morcegos quebram recorde velocidade em voo

10 – Vespa-do-mar

vespa-do-mar

Nome científico: Chironex fleckeri

Nível de periculosidade: 10/10

Altamente perigosa, a vespa-do-mar é encontrada no norte da Austrália durante os meses quentes, quando o número de banhistas aumenta.

Os tentáculos mortais dessa água-viva podem atingir mais de dois metros de comprimento. Seu encontro com humanos ocorre mais frequentemente quando ela se aproxima da costa para se reproduzir em estuários.

Por fazer a reprodução em águas turvas nem sempre é fácil avistá-la, o que pode resultar em um grave acidente.

Deixe um Comentário