8 perturbadores distúrbios do sono

0

Distúrbios do sono são conjuntos de síndromes referidos como dissonia, ou seja, estão ligados a dificuldade para iniciar o sono ou mesmo de mantê-lo.

O conjunto de sintomas decorrentes dessas doenças refletem em mudanças nos hábitos do indivíduo, podendo afetar negativamente a sua saúde.

A seguir, listamos 8 distúrbios do sono, dos quais provavelmente você ou algum conhecido possa ter vivenciado. Confira:

1 – Insônia

insonia

A insônia nada mais é do que a dificuldade para dormir, onde pessoa pode não ter sono ou acordar durante ou acordar no meio da noite por não conseguir mais dormir.

A doença é mais frequente em pessoas iniciando a fase adulta e afeta principalmente mulheres, representando 25% dos pacientes que procuram clinicas para tratamento de problemas do sono.

2 – Apneia do sono

apneia-sono

Imagine que você está dormindo e de repente para de respirar. É exatamente isso o que ocorre na apneia obstrutiva do sono.

Indivíduos acometidos por essa desordem deixam de respirar por diversas vezes durante o sono, sem que, na maioria das vezes tenham ao menos conhecimento do problema.

O problema é mais comum em homens e pode se agravar com alguns fatores como idade avançada e obesidade. Os sintomas aparentes são o ronco alto e sensação de uma noite mal dormida.

3 – Jet Lag

jet-lag

Jet lag é um termo criado para a se referir a falta de sincronismo do relógio biológico de um indivíduo em decorrência da alteração de fuso-horário depois de uma viagem. Este distúrbio afeta com mais frequência adultos.

  5 coisas que você não sabia sobre comer sushi

Para uma pessoa que viaje de avião o dia passa mais rápido mudando de meridiano. Isso pode causar desorientação relacionada à exposição à luz e aos horários das refeições. Sintomas como dificuldade de concentração e fadiga são comuns nessas condições.

4 – Terror noturno

terror-noturno

Um dos distúrbios do sono mais perturbadores, o terror noturno ou pânico noturno, se caracteriza por gritos durante o sono, seguidos de um semblante de terror, como se a pessoa estivesse vendo algo assustador.

O episódio se manifesta nos 10 primeiros minutos de sono, iniciando-se com um comportamento de intenso medo, fazendo a pessoa acordar em pânico e ofegante. É comum a pessoa voltar a dormir e mal se lembrar do ocorrido no dia seguinte.

5 – Síndrome das pernas inquietas

sindrome-pernas-inquietas

Esta estranha condição tem como sintoma um demasiado desconformo nas pernas, geralmente à noite. Isso faz com que a pessoa sinta uma vontade incontrolável de tentar mover as pernas, fazendo isso involuntariamente.

Não ha conhecimento do que causa a síndrome das pernas inquietas, embora especialistas em doenças do sono desconfiem que ele possa ser causado por algum desequilíbrio de dopamina no cérebro, talvez relacionado com fatores de risco.

6 – Narcolepsia

narcolepsia

A narcolepsia é uma condição neurológica que causa sonolência excessiva durante o dia. A manifestação começa ainda na adolescência e tende a se agravar.

O sintoma mais comum é o excesso de sono durante  o dia, o que pode representar riscos na realização de tarefas que demandam certo nível de atenção, como dirigir ou operar maquinário, por exemplo.

  5 boatos e mitos sobre celular devidamente desmentidos

É comum os portadores dessa síndrome passarem anos sem se dar conta de que seu quadro está verdade relacionado com uma doença. Não é incomum que essas pessoas sejam chamadas de preguiçosas.

As causas podem estar relacionadas a fatores genéticos.

7 – Sonambulismo

sonambulismo

O sonambulismo é caracterizado pelo ato de se levantar e caminhar ainda em estado de sono. Ao sair da cama, o sonâmbulo pode fazer coisas que faria quando acordado, como caminhar, comer e ir ao banheiro, tudo isso de forma inconsciente.

Quando neste estado, recomenda-se conduzir a pessoa de volta para a cama em segurança, pois embora não haja risco para a saúde, acordar um sonâmbulo pode fazer com que ele fique confuso e até mesmo violento.

8 – Paralisia do sono

paralisia-sono

A paralisia do sono é uma condição que ocorre a quando existe a falta de sincronização entre o cérebro e os músculos do corpo. Isso faz com que a pessoa que acorde na fase do sono em que os sonhos são mais frequentes (REM).

É bastante comum o episódio ser ser relatado como um sonho, no qual a pessoa se vê deitada sobre a cama sem poder se mexer.

Deixe um Comentário