Bloody Mary: a verdadeira história da Maria Sangrenta

0

A lenda da Maria Sangrenta é antiga e você provavelmente já ouvia algumas versões nos tempos de escola. Baseada em muitas lendas urbanas, entre elas a história verdadeira da bruxa Mary Worth, a história da Bloody Mary pode parecer um tanto inocente até que você descobre o quão horrível e violento é o conto.

Tem tudo, bruxas, sequestros, execução na fogueira e magia negra. Descubra agora a assustadora lenda de Mary Worth e saiba por que e de onde veio a fábula – e por que você não deve dizer “Maria Sangrenta” três vezes na frente de um espelho.

A lenda da Maria Sangrenta

maria-sangrenta-2

Basta pensar nos contos de fada da sua infância e naquele medo de fantasmas. Deve ter sido nessa época em que você ouviu falar que, se segurar uma vela acesa em uma sala escura com um espelho – geralmente no banheiro – e dizer “Maria Sangrenta, Maria Sangrenta, Maria Sangrenta”, você será saudado com a imagem bastante assustadora do reflexo de uma mulher ensanguentada atrás de você. Diferentes narrativas oferecem diferentes versões do conto – como a versão nacional da Loira no Banheiro -, com alguns imaginando Bloody Mary literalmente pingando de sangue atrás de você, outros dizendo que ela ataca se você olhar diretamente pra aparição ou até mesmo que ela simplesmente assassina quem invocá-la.

  10 mortes acidentais bizarras do século XXI

Mary Worth

maria-sangrenta-filme

A Maria Sangrenta foi real? Algumas pessoas acreditam que ela é baseada na história da bruxa Mary Worth. É justo dizer que a lenda da Maria Sangrenta é antiga e violenta. Muitas pessoas já acreditaram que Maria era uma bruxa, simplesmente porque ela morava na floresta, em uma cabana extremamente pequena e era conhecida na aldeia local por vender de extratos e remédios de ervas. Os moradores eram muito cautelosos com ela e não queriam chegar muito perto, temerosos de que ela os amaldiçoasse e aqueles que escolheram usar seus remédios eram às vezes até evitados pelos religiosos por participarem de “wicca”.

Logo, meninas começaram a desaparecer. As pessoas buscavam, mas não conseguiam imaginar onde elas poderiam estar. Algumas pessoas corajosas até se aventuraram em direção à cabana de Mary pra procurar as garotas e, por mais que a bruxa negasse saber qualquer coisa sobre o desaparecimento das meninas, as famílias suspeitavam. Sua aparência idosa tinha mudado drasticamente e ela estava começando a aparecer mais feminina e jovem. Os aldeões estavam desconfiados, mas pouco podiam fazer.

A filha do moleiro

loira-do-espelho

A história da Maria Worth continua com a filha do moleiro. Uma noite, a pobre menina foi cativada por um ruído misterioso que só ela podia ouvir, enquanto sua mãe estava sentada na cama tratando uma dor de dente muito ruim usando um extrato de ervas que ela tinha comprado de Mary. A esposa do moleiro estava muito assustada e gritou pra que seu marido viesse ajudar e seguir sua filha. Eles estavam gritando por sua filha pra ela voltar, mas em vão, pois era como se ela estivesse seguindo uma força tácita e invisível. Com a ajuda de alguns vizinhos, o moleiro notou que havia uma luz na beira do bosque. Quando chegaram mais perto, notaram novamente que Mary Worth estava de pé em uma clareira, ao lado de um enorme carvalho. Ela estava segurando uma varinha, apontando-a pra casa do moleiro e estava brilhando com uma luz sobrenatural – e a filha do moleiro ia direto em direção à luz.

  10 histórias reais por trás de OVNIs

Uma vez que os aldeões e o moleiro notaram exatamente o que Mary Worth estava fazendo, eles a atacaram com forcados e armas e quando ela percebeu que todos da aldeia sabiam o que ela era, ela quebrou o feitiço e tentou fugir pra floresta, mas não era rápida o suficiente. Ela foi capturada aos chutes, socos e gritos e amarrada a uma estaca e uma fogueira foi prontamente construída. Enquanto estava queimando, ela lançou uma maldição sobre os aldeões e disse-lhes que se eles ousassem dizer seu nome num espelho, seu espírito retornaria pra onde quer que a convocassem pra exigir a sua vingança.

Infelizmente pros aldeões, quando eles foram à casa de Mary e fizeram uma busca apropriada, encontraram o que estavam procurando: fileiras e fileiras de sepulturas sem identificação. Parecia que ela estava usando o sangue de seus filhos pra se tornar mais jovem!

A maldição da Maria Sangrenta

maria-sangrenta-supernatural

A lenda de Bloody Mary não terminou. A versão mais comum da lenda diz que se cantar seu nome três vezes em um espelho, você chamará o fantasma da bruxa Maria Sangrenta – e infelizmente pra você, ela roubará sua alma, rasgando seu corpo no processo. Ela vai deixar sua alma queimar, assim como ela foi deixada queimando pelos aldeãos e você ficará pra sempre preso ao espelho.

Agora, se você ainda estiver se perguntando se a Maria Sangrenta é real, lembre-se: eu não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem.

  Asteroides no Sistema Solar podem ser 'naves alienígenas'

Fonte: http://www.hauntedrooms.co.uk/the-bloody-mary-legend

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com