As 8 maiores mentiras sobre dinossauros já contadas

0

Deve ter sido fascinante quando os cientistas chegaram à conclusão de que répteis gigantes existiram no passado e, ainda por cima, dominaram o mundo! Contudo, depois de décadas de pesquisas e muitos filmes e jogos confundindo nosso imaginário, a maioria de nós simplesmente não sabe nada sobre os dinossauros, além dos exageros da ficção.

Aqui estão as 8 maiores mentiras sobre dinossauros nas quais todos nós acreditamos.

Plesiossauros e pterossauros não eram dinossauros

plesiossauro

Nem todos os animais pré-históricos com escamas eram dinossauros, sabe? Os plesiossauros eram criaturas marítimas e os pterossauros eram aéreas, enquanto os dinossauros são uma classificação a parte de seres vivos com suas próprias características. Sim, eles viveram mais ou menos na mesma época e foram extintos praticamente juntos também, mas isso seria como comparar aves e répteis por ambos serem ovíparos. Por exemplo, dinossauros têm pernas abaixo do corpo, não nas laterais – como a maioria dos répteis de hoje, tipo tartarugas e crocodilos, ou até mesmo os répteis do passado, como os plesiossauros e pterossauros.

Dinossauros não tinham sangue frio

reptil-sangue-frio

Sangue frio e sangue quente são termos imprecisos, é melhor dizermos endotérmico e ectotérmico. Mamíferos e aves são endotérmicos, o que significa que conseguem regular a temperatura do próprio corpo, enquanto répteis, anfíbios e basicamente todo o resto são ectotérmicos, é por isso que não temos muitos deles nas regiões árticas. Os estudos recentes apontam que os dinossauros eram mesotérmicos – algo entre o sangue frio e o quente – ou até mesmo endotérmicos. Enquanto ainda não temos certeza, é bem provável que eles simplesmente não fossem ectotérmicos.

  Bióloga mineira quer transformar bitucas de cigarro em porta-copos

Dimetrodon não era um dinossauro

dimetrodon

Você provavelmente já viu um dimetrodon ao lado dos dinossauros em filmes, ilustrações e nos brinquedos de crianças. Acontece que eles viveram 40 milhões de anos ANTES dos dinossauros. Ele nem sequer era réptil: o dimetrodon era um sinapsídeo, grupo que inclui os mamíferos e seus ancestrais, a propósito – sim, sua árvore genealógica está mais próxima do bonitão aqui do que ele estaria dos tiranossauros. Os dimetrodon de fato parecem dinossauros e compartilham alguns ancestrais em comum, mas as duas linhagens divergiram há 325 milhões de anos. Em resumo, enquanto a linhagem dos dinossauros seguiu pros répteis e aves de hoje em dia, a linhagem dos dimetrodon seguiu pros mamíferos.

Dinossauros não estão 100% extintos

descendentes-dos-dinossauros

Pois é, aquele evento de 65 milhões de anos atrás não foi o ponto final pros dinossauros. Seria mais preciso dizer que foi o fim dos dinossauros terrestres, enquanto algumas aves do nosso mundo moderno são tecnicamente dinossauros. Cerca de 13 mil espécies existentes de pássaros evoluíram a partir dos terópodes – a família de dinossauros que incluiu carnívoros bípedes como os populares tiranossauros e velociraptors.

Velociraptors não eram grandes e nem inteligentes

velociraptor-jurassic-park

Esquece tudo o que você viu nos filmes do Jurassic Park, velociraptors não eram maiores do que humanos e muito menos espertos como golfinhos. E eles tinham penas! Eles eram um pouco mais inteligentes do que os demais dinossauros, mas ainda muito menos do que os mamíferos de hoje em dia e o máximo que um adulto poderia medir era o equivalente a um ser humano médio – nada surpreendente, considerando que alguns humanos passam dos 2m de altura. Então eles não eram aqueles predadores ferozes que vimos nos filmes, um utahraptor seria um melhor candidato pro que o Spielberg imaginou, mas esse ainda não havia sido descoberto e esse nome também nunca seria tão legal quanto velociraptor.

  Os 10 erros médicos mais macabros de todos os tempos

A visão do tiranossauro não era baseada no movimento

tiranossauro-rex-visao

Sim, uma das cenas mais intensas do Jurassic Park é quando os humanos tentam confundir o tiranossauro ao ficarem parados, mas isso nunca aconteceria – desculpe estragar seus sonhos. Na verdade, eles enxergavam MUITO bem, algo comparado aos falcões de hoje em dia. Pois é, se os tiranossauros de Spielberg enxergassem tão bem, nós teríamos assistido a um filme bem mais curto.

Nenhum dinossauro tinha dois cérebros

dinossauro-tem-dois-cerebros

No século XIX, um paleontólogo chamado Othniel Charles Marsh teorizou que alguns dinossauros especialmente grandes tinham dois cérebros, pois era difícil de acreditar que criaturas tão grandes conseguissem controlar todo o corpo sem uma ajuda extra e também pelo fato de que algumas delas tinham um espaço extra no canal vertebral, o que poderia abrigar mais miolos. Na verdade, esse espaço extra abrigava glicogênio, pois os grandalhões precisavam de muita energia. Sem falar que existem baleias maiores do que muitos dinossauros e elas também têm um cérebro só.

Humanos nunca caçaram ou cavalgaram dinossauros

pegada-de-dinossauro

Acredita que quase metade do mundo acha que os humanos viveram ao lado dos dinossauros? Não as aves de hoje, mas os tiranossauros, velociraptors, estegossauros e afins. E eu não estou chutando um percentual, realmente pesquisas foram feitas e quase metade do mundo acredita nisso. Por acaso, boa parte das pessoas que acreditam que os humanos dividiram as cavernas com os répteis gigantes do passado também são as mais religiosas. Nada contra a crença de ninguém, mas fatos são fatos: os grandes dinossauros foram extintos há 65 milhões de anos, enquanto os humanos surgiram na África há 6 milhões, então são só algumas dezenas de milhões de anos de diferença. Há algumas pseudo-evidências pra esta hipótese, mas nenhuma delas se submete a escrutínio. Por exemplo, há uma escultura do século XII no Templo de Ta Prohm, no Camboja, que alguns dizem que é um estegossauro. Alerta spoiler: provavelmente é um rinoceronte. Outras peças de “evidência” incluem as pegadas preservadas do que os criacionistas alegaram ser dinossauros e trilhas humanas, lado a lado. Só que não, não eram o Mario e o Yoshi, algumas pegadas de dinossauros simplesmente erodiram ao longo do tempo e já estavam tão deformadas que pareciam humanas. Não há simplesmente nenhuma evidência boa de que os dinossauros e os seres humanos se encontraram, a não ser que alguém realmente invente o DeLorean ou visite o parque da Universal Studios.

  Pessoas que se arrepiam com música têm cérebro especial

Fonte: http://www.grunge.com/24205/15-deadly-roller-coaster-accidents/



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com