35 curiosidades sobre o Sol

0

Confira essa incrível lista sobre as curiosidades mais fascinantes sobre o Sol

o sol

Pequena estrela
O Sol, por mais que possa parecer gigante e incrivelmente quente para os seres humanos, é considerado como uma estrela anã. Devido ao seu tamanho, composição química e calor, a estrela é classificada como G2. Uma estrela G é considerada como fria, devido à sua temperatura que varia entre 5.000 e 6.000 graus na escala de temperatura Kelvin. E possui uma estrutura química complexa. O que significa que a sua composição inclui produtos mais químicos e pesados do que o hélio.
Uma bola de fogo? Nada disso!
Ele parece sempre em chamas, mas não existe qualquer sinal de fogo no Sol. O que acontece lá é que a atmosfera solar é formada por gases que causam explosões e geram calor e luz.
Ainda é jovem
Estudos feitos em estrelas G2, estimam que a idade média do Sol é de 4,6 bilhões de anos. Está no meio de sua vida útil.
Haja hidrogênio
A cada segundo que passa, o Sol consome em média, quatro milhões de toneladas de hidrogênio. O que ajuda na composição da estrela, que é de 75% hidrogênio, 23% de gás hélio e os outros 2% são elementos mais pesados.
Acho que tá um pouco gorda
O Sol representa 99,85% de toda a massa do Sistema Solar.
Um substituto em breve. Só que não
Cientistas apontam que o Sol continuará a queimar o hidrogênio em pelo menos mais 5 bilhões de anos. Então, o hélio se transformará em seu gás principal.
A Terra é um pouco pequena
Aproximadamente 109 planetas Terras caberiam na superfície do Sol, e mais de um milhão de planetas Terra caberiam dentro dele.
Tá ficando bombado
A cada 11 anos, a atividade solar fica mais forte e cresce ainda mais. As manchas solares que pigmentam o sol explodem, lançando enormes chuvas de gás conhecidas como “CMEs”. Que percorrem o sistema solar chamado de “máximo solar”.
Momento inversão
A cada 11 anos aproximadamente, o Sol inverte seus pólos magnéticos. Isso significa que o seu pólo magnético norte se torna o sul, e vice-versa.
Até que é perto
A estrela mais próxima da Terra é o Sol, que está a aproximadamente 149,60 milhões de quilômetros.
Não parece tão quente
A temperatura do Sol em seu núcleo é de, aproximadamente, 15 milhões de graus Celsius.
Volta rápida
O Sol gira em torno do seu próprio eixo uma vez a cada 25,38 dias terrestres, ou 609,12 horas.
Deuses bastante exigentes
Na religião Asteca, as pessoas seguidoras da crença, acreditavam que os deuses solares Huitzilopochtli e Tezcatlipoca haviam exigido um grande sacrifício humano.
Haja energia
Para tentar representar a quantidade de energia gerada pelo Sol, deveriam ser explodidas cerca de 100.000.000.000 (100 bilhões) de toneladas de dinamite a cada segundo. É um valor extremamente alto a ser gasto com dinamites.
Melhor ficar na Terra
Uma pessoa que pesa 150 quilos na Terra, pesaria no Sol, cerca de 4.200 quilos. Isso porque a gravidade do Sol é 28 vezes a gravidade da Terra.
Ventos solares
O Sol irradia calor e um fluxo constante de partículas extremamente carregadas, conhecido como o “vento solar”, um fenômeno que forma arcos luminosos nos polos da Terra, conhecido como aurora boreal (região norte) ou aurora austral (região sul). Os ventos solares percorrem um caminho de aproximadamente 280 milhas (cerca de 450 quilômetros) por segundo ao longo do Sistema Solar.
Chama poderosa
As conhecidas “chamas solares”, são jatos de calor e partículas que explodem da superfície do Sol. Elas podem interromper todas as comunicações via satélite da Terra, e eliminar toda a eletricidade do planeta.
Amigos que seguem o mesmo plano
Um fato bastante interessante sobre os planetas que orbitam o Sol é que, todos eles, giram na mesma direção. Sempre no sentido horário e, aproximadamente, no mesmo plano. Também conhecido como a Eclíptica.
Culturas adoradoras
Algumas religiões de culturas Egípcias, Indo-Europeias e Meso-Americanas, tinham em sua cultura religiosa a adoração ao Sol.
O deus criador de deuses
O deus-sol Ra, no Egito Antigo, era considerado a figura mais dominante entre os deuses altos. Esse deus conseguiu esse mérito, porque acreditavam que ele havia sido criado a si mesmo e a outros oito deuses.
Deusa suprema
A deusa do Sol, Amaterasu, no Japão, desempenhou um papel bastante importante na mitologia antiga. Ela foi considerada a deusa suprema governante do mundo. Napoleão Bonaparte disse “Se eu tivesse que escolher uma religião, o sol como doador universal da vida seria meu deus.”
O Sol e o Japão
Um incrível fato sobre o Japão é que, os caracteres que compõem o seu nome, significam a “origem do sol”. E o grande círculo na sua bandeira, descreve o sol de aumentação.
Múmias adoradoras
As múmias que foram descobertas na Líbia, tanto masculinas quanto femininas, possuíam tatuagens que representava a adoração ao Sol.
Copérnico e Isaac
Nicolau Copérnico, argumentou, no século XVI, que a Terra viajava em torno do Sol. E não o contrário como se acreditava naquele tempo. Essa teoria de Copérnico sobre sua visão a respeito do Sistema Solar não foi aceita durante muito tempo. Até que Isaac Newton formulou suas leis de movimento.
Não culpem o Sol
Várias evidências apontam para o Sol como o principal fator para o grande aumento da temperatura na Terra. Mas, a maioria dos cientistas do clima e vários astrofísicos concordam no mesmo aspecto, a temperatura do planeta Terra, que vêm aumentando de uma forma repentina nos últimos anos anos, tem sido causada pela ação do homem e não do Sol.
Ele foi o primeiro
O que várias pessoas não sabem é que, o filósofo grego Aristarco, é creditado como sendo a primeira pessoa do planeta a afirmar que a Terra orbitou em torno do Sol.
Acho que o Sol esfriou
Sendo iniciado em 1645, em um período de 75 anos, os cientistas detectaram uma quantidade extremamente baixa em relação às manchas solares na superfície do Sol. O que provocou um evento chamado de “Maunder Minimum”, que coincidiu com a parte mais fria da conhecida Pequena Idade do Gelo. Um período que durou aproximadamente 350 anos de frio, e dominou grande parte da Europa e da América do Norte, mesmo que novas estimativas apontam que a mudança no brilho não tenha sido a grande responsável pela mudança no clima.
Pode esquecer a neve
Com base em estudos recentes, mesmo que outro “Maunder Minimum” ocorra, irá resultar uma baixa de apenas 2 graus na escala Fahrenheit.
Os gases da estrela
O Sol é composto basicamente de hidrogênio (74% de sua massa, ou 92% de seu volume) e hélio (24% da massa solar, 7% do volume solar), a outros elementos, incluindo ferro, níquel, oxigênio, silício, enxofre, magnésio, néon, cálcio e crômio.
A distância do Sol
O Sol está tão distante, mas tão distante da Terra, que a sua luz demora oito minutos e 18 segundos para chegar aqui. O astro-rei, aliás, é só mais uma estrela no meio de outras 200 bilhões que existem na nossa galáxia.
O final da vida
Quando o Sol chegar ao final de sua vida, sua temperatura aumentará bastante e as camadas exteriores irão se crescer de tamanho. Essa expansão provavelmente engolirá os planetas Mercúrio e Vênus – e possivelmente até a Terra. Mesmo se nosso planeta mudar sua órbita e conseguir escapar de ser engolido, ele ficará tão, tão gelado que não haverá chance de ter vida por aqui.
Tempestades solares
As tempestades solares liberam grande quantidade de partículas que se espalham pelo Sistema Solar, atingindo até planetas mais distantes, como Plutão. O lançamento de partículas pelo Sol é capaz de interromper sistemas de eletricidade, satélites, internet e todos os meios de telecomunicações, o que inclui sinais de telefone, rádio e TV. Motivo que levou o presidente americano Barack Obama, a determinar a criação de um sistema de defesa.
Velocidade do vento solar
O “vento solar” é uma rajada de partículas lançadas pelo Sol no espaço a uma velocidade de 3,2 milhões de quilômetros por hora. Mas como esse “vento” não é frequente e tem densidade baixa, a Nasa destaca que ele é um bilhão de vezes mais fraco que o vento que sentimos aqui na Terra.
Já aconteceu antes
O efeito mais poderoso de uma tempestade solar, aconteceu há mais de 150 anos, em setembro de 1859, e foi batizado de Carrington Event, em homenagem ao astrônomo Richard Carrington. Na época, estações telegráficas pegaram fogo e as redes sofreram grandes interrupções.
A tempestade quase causou uma guerra entre EUA e URSS
Em maio de 1967, as comunicações militares dos EUA foram interrompidas, num episódio que chegou a ser interpretado como um “ato malicioso” que exigia resposta militar à altura.
Por sorte, a Força Aérea americana já tinha um programa que monitorava o “clima espacial” e avisou a tempo que a interrupção tinha sido causada, na verdade, por uma tempestade solar
  Astrônomos descobriram um objeto inesperado orbitando nossa galáxia

 



Deixe um Comentário