Veja ações inusitadas de policiais à paisana

0

Policiais à paisana podem estar em qualquer lugar. São, basicamente, agentes sem farda, vestidos como qualquer outra pessoa.

Estar com um traje civil comum é como um disfarce para policiais. Em função disso, algumas ocorrências inusitadas com policiais à paisana podem ser registradas.

A compilação abaixo reúne algumas das ações mais inusitadas de policiais à paisana. Veja:

Policial de biquíni prende ladrão

Mikaela Kellner é uma policial da Suécia que, nas horas vagas, gosta de tomar sol. Ela estava de biquíni em um parque, em Estocolmo, quando precisou entrar em ação.

Um homem tentou vender algumas revistas para ela e suas amigas, que recusaram. Logo depois, uma das mulheres percebeu que o celular havia sumido. Mikaela Kellner entrou em ação: foi atrás do rapaz e o imobilizou no chão.

  Os 5 maiores mistérios do mundo

Kellner contou com a ajuda de uma de suas amigas, também policial, para imobilizar o rapaz. O celular foi encontrado com o homem e ele foi levado por outros policiais, que cumpriam seu horário de trabalho.

A foto que mostra Mikaela Kenner em ação, é claro, viralizou na web.

Policial finge infarto durante assalto

(Foto: WhatsApp Jornal Extra)
(Foto: WhatsApp Jornal Extra)

No Rio de Janeiro, um policial à paisana fingiu ter um infarto para tentar atrapalhar uma ação criminosa em um ônibus. A história foi reportada pelo jornal Extra.

Na ocasião, dois homens estavam armados com facões de churrasco e assaltaram os passageiros do ônibus, levando celulares e dinheiro. O policial, que estava no veículo, fingiu ter um ataque cardíaco. O suposto infarto fez com que os assaltantes fugissem.

O policial pediu a ajuda de colegas que estavam em expediente. Todos começaram a perseguir os assaltantes. Um deles foi preso.

Mesmo sendo policial, o homem não estava armado no momento e disse ter pensado que iria morrer. “No assalto, eu pensei que ia morrer, eles revistaram todo mundo e ameaçaram de morte. Graças a Deus não viram minha identificação da polícia na minha carteira, dentro da mochila”, disse, ao Extra.

Policial de salto alto detém agressor

(Foto: WhatsApp Jornal Extra)
(Foto: WhatsApp Jornal Extra)

Também no Rio de Janeiro, uma policial à paisana conseguiu, mesmo de salto alto, deter um homem que tentava atacar um pedestre com um estilete. A história foi reportada pelo jornal Extra.

  Jovem com síndrome de Down se torna modelo e faz sucesso na web

Apesar de estar de salto alto, o que dificultaria uma possível corrida, a policial à paisana não precisou se mover muito. Ela apenas sacou uma pistola e mandou o homem se sentar no chão. Outros policiais em expediente chegaram e prenderam o rapaz.

“O bandido se assustou quando ela sacou a arma e sentou no chão. Muita gente se assustou na hora. Mas ela disse que era policial e pediu para chamarem policiais militares para encaminharem o homem para a delegacia mais próxima”, disse, ao Extra, o rapaz que registrou o momento em fotos de celular.

Policiais à paisana andam de metrô para prender assediadores

metro-nova-york

O assédio sexual em veículos de transporte público tem se tornado cada vez mais um problema de segurança. Para deter os autores, nada mais efetivo do que utilizar os meios de transporte e acompanhar, de perto, o que acontece.

Foi o que policiais de Nova York fizeram. De acordo com o jornal New York Times, agentes à paisana se misturaram aos passageiros de uma estação de metrô para capturar assediadores sexuais.

Segundo os relatos dos policiais, alguns homens tocavam passageiras, enquanto outros se esfregavam. O comportamento era sempre semelhante: os assediadores saíam de um vagão e voltavam pouco antes das portas se fecharem, para que pudessem se espremer a outros que estivessem no local.

Em um ano, 738 agressores foram denunciados e cerca de 400 foram presos em Nova York. Os números poderiam ser ainda maiores se policiais à paisana andassem de forma mais frequente nos veículos de transporte público. Ações desse tipo também poderiam ser feitas no Brasil.

  Por que o som da mastigação irrita algumas pessoas?



Deixe um Comentário