5 fatos históricos sobre o Dia Internacional da Mulher

0

Neste dia 8 de março, anualmente, é celebrado o Dia Internacional da Mulher, data que é comemorada em todas as partes do planeta e marca a luta das mulheres por direitos igualitários.

Você sabia que a celebração foi criada em um outro dia e que não tinha esse nome? E que se tornou um feriado oficial em alguns países do mundo?

Confira 5 fatos históricos a respeito do Dia Internacional da Mulher:

1) Data e nome diferentes

Quando foi criado, o Dia Internacional da Mulher tinha um nome levemente diferente: o Dia Internacional das Mulheres Trabalhadoras. E também foi celebrado pela primeira vez em uma data distinta: 28 de fevereiro de 1909.

A data foi criada como forma de homenagear uma greve realizada por trabalhadoras de Nova Iorque, em 1908, quando percorreram as ruas da cidade exigindo direito sociais e políticos igualitários.

2) Atual data foi escolhida por cair em um domingo

O primeiro Dia Internacional da Mulher considerado moderno ocorreu 5 anos depois de sua criação, em 1914, e dessa vez, foi celebrado no famoso 8 de março. Esse dia foi escolhido por que, naquele ano, caía em um domingo.

Assim, muitas mulheres estariam de folga do trabalho e poderiam participar de marchas e eventos. Desde então, sempre foi comemorado neste dia.

3) Adoção oficial da ONU ocorreu bem mais tarde

Em 1917, o Dia Internacional da Mulher foi declarado feriado nacional na então União Soviética, e foi predominantemente celebrado pelo movimento socialista e países comunistas.

A ONU só foi adotá-lo oficialmente em 1977, e todo ano, escolhe um tema para a data. Para 2018, por exemplo, o tema escolhido foi: “o tempo é agora: ativistas rurais e urbanas transformam a vida das mulheres”.

4) Definição oficial

Depois da adoção oficial, a ONU criou uma descrição da data, que é a seguinte:

“Um dia em que as mulheres são reconhecidas por suas conquistas sem qualquer tipo de divisão, seja ela nacional, étnica, linguística, cultural, econômica ou política. É uma ocasião para relembrar lutas anteriores e vitórias, e mais importante, olhar os potenciais e oportunidades para as futuras gerações de mulheres”.

5) Feriado nacional

Conforme dito no terceiro item, na União Soviética, a data logo se tornou um feriado nacional. Com isso, outros países fizeram o mesmo, como o Afeganistão, Camboja, Mongólia, Vietnã e a Zambia.

Já na China, Madagascar e Nepal, o feriado vale apenas para as mulheres, que não precisam ir trabalhar em 8 de março, por exemplo.

Nasa pretende levar primeira mulher para a Lua até 2024



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com