5 Fatos sobre Seitas

0

Reuniões em grupo às vezes podem ser um processo produtivo, mas existem alguns grupos por ai com segundas intenções sinistras. Neste top 5 você saberá os 5 fatos mais fascinantes, surpreendentes e também assustadores sobre o mundo das seitas, que podem ser vagamente descritas como uma organização política ou religiosa cujas crenças ou práticas são consideradas estranhas, anormais ou perigosas pela maioria das pessoas.

5. As Seitas frequentemente tem um líder carismático

Cena do filme Seita de Fanáticos 1982
Cena do filme Seita de Fanáticos 1982

Uma pessoa confiante com uma ideia política ou religiosa radical, pode parecer bastante atraente e até mesmo revolucionária para alguém que está à procura de fazer parte de algo, e fundadores de Seitas sabem disso. É por isso que muitas Seitas procuram ativamente recrutar pessoas solitárias, revoltadas e desprivilegiadas. Agora adicione uma propensão para a fraude, manipulação, além de sede de poder, e é fácil imaginar como um grupo de indivíduos que se sentem marginalizados pela sociedade, ficam encantados por um líder poderoso e oportunista.

4. Os líderes de Seitas geralmente usam o sexo para controlar seus seguidores

Cena do filme De Olhos Bem Fechados 1999
Cena do filme De Olhos Bem Fechados 1999

Membros de uma seita acreditam que seu líder é absolutamente infalível, então não seria exagero dizer que um líder inescrupuloso poderia então, explorar a crença de um fiel em troca de qualquer coisa que ele desejar. Os casos em questão? Foi reportado pelos jornais que o líder do Ramo Davidiano, David Koresh, mantinha relação com várias esposas durante o cerco de Waco, operação está que foi montado para investigar a sede do Ramo Davidiano no Texas, durante o início dos anos 90. Também existem relatórios de que os seguidores hippies do assassino Charles Manson foram ordenados em orgias movidas a drogas quando viveram com Manson no Spahn Ranch, na Califórnia.

3. Seitas fazem de tudo para não deixar que seus membros a abandonem

homem-telefone-seita

Muitas vezes as Seitas fazem tudo o que podem para manter todos os seus membros. Afinal, se qualquer um deles sair e se manifestar contra a Seita nos meios de comunicação, isso poderia tornar mais difícil para os líderes continuarem no poder. Por esta razão, as Seitas geralmente coletam todas as informações pessoais nocivas que pudem sobre seus membros para usar como chantagem em caso de necessidade. Algumas Seitas podem recorrer à violência física, assédio ou campanhas difamatória, a fim de conseguir sua vingança ou de alguma forma, impedir a saída de um membro. Pode levar meses cuidadosamente planejados, para um membro dar os primeiros passos de um rompimento com uma Seita.

2. Seguidores de uma Seita muitas vezes sofrem lavagem cerebral

Cena do filme Laranja Mecânica 1971
Cena do filme Laranja Mecânica 1971

É preciso mais do que apenas uma ideia e um sorriso para um líder em potencial se tornar um governante supremo. Infelizmente, muitos ex-membros de Seitas têm relatado casos desenfreados de lavagem cerebral e táticas de doutrinação, tanto que algumas vítimas destas táticas, muitas vezes têm pouca ou nenhuma memória sobre suas vidas antes de aderir a tal Seita. Um exemplo dessas táticas incluem o isolamento, contenção e overdose com estímulos visuais ou de áudio, de acordo com os desejos da Seita. Há também métodos igualmente eficazes de lavagem cerebral, que podem incluir meios enganosos, humilhação verbal ou retórica agressiva.

1. Os seguidores de Seitas podem ser desprogramados

Cena da série The Leftovers 2015
Cena da série The Leftovers 2015

Felizmente, existe uma luz no fim do túnel. Houve inúmeros relatos de ex-membros que conseguiram escapar da influência penetrante do seu grupo, e passaram a levar uma vida saudável e bem sucedida. A prática de forçar alguém a abandonar um determinado conjunto de crenças, também conhecida como Desprogramação, pode ser algo bem perigoso, geralmente porque tende a envolver algo mai físico, como sequestro ou no minimo um confronto planejado. Um exemplo disto foi a famoso caso “Back in Control Training Center”, que “desprogramou” Punks e Metaleiros durante os anos 80, e supostamente os converteu com crenças cristãs fundamentalistas. Hoje em dia, a desprogramação foi amplamente substituída por algo mais gentil, já que esta é a estratégia mais passiva de aconselhamento.

Fonte: watchmojo

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com