7 curiosidades sobre o lendário Muhammad Ali

1

Muhammad Ali se foi. O homem por trás da lenda do boxe faleceu na madrugada de sábado (4), aos 74 anos. Ele estava internado em estado gravíssimo em um hospital no Arizona, Estados Unidos, com problemas respiratórios. Ali sofria do Mal de Parkinson e sua morte está relacionada a complicações da doença degenerativa em questão.

Icônico, Muhammad Ali se tornou o maior nome do boxe e se notabilizou não apenas por seus títulos – como o tricampeonato mundial dos pesos-pesados e a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Roma -, mas também por suas declarações marcantes e personalidade forte.

Em homenagem a Muhammad Ali, seguem, abaixo, sete curiosidades sobre o maior boxeador da história. Veja:

1. O nome Muhammad Ali

03-muhammad

Você conhece Cassius Marcellus Clay Jr.? Conhece sim! Caso contrário, não estaria lendo este artigo. Cassius Marcellus Clay Jr. é o nome de Muhammad Ali.

O boxeador adotou o nome que o consagrou mundialmente em 6 de março de 1964, quando se converteu ao islamismo. A escolha por essa nomeação foi do líder nacional do islã nos Estados Unidos.

2. O medo

via GIPHY

Em 1960, Muhammad Ali (ainda chamado pelo nome de Cassius Clay) estava prestes a se recusar a participar dos Jogos Olímpicos de Roma. O motivo? Medo de voar.

Cassius, então com 18 anos, foi convencido a ir, mas com uma condição: viajou de paraquedas tanto na ida quanto na volta. No retorno, além do equipamento de segurança, também trouxe a medalha de ouro, após vencer o polonês Zigzy Pietrzykowski.

Veja também:   Quanto ganha uma atriz pornô - e por que é mais do que um ator do ramo

3. Poucas derrotas

05-muhammad

Antes de se tornar um lutador profissional, Muhammad Ali traçou um caminho incrível. O cartel dele nesta fase não é preciso, mas estima-se que ele tenha vencido mais de 100 lutas e perdido menos de dez vezes.

Como profissional, também teve um aproveitamento incontestável. Foram 62 lutas, com 57 vitórias (37 por nocaute) e cinco derrotas. Muhammad Ali, diga-se de passagem, só foi nocauteado uma vez, em sua penúltima luta, contra Larry Holmes.

4. Golpes fora do ringue

04-muhammad

O maior boxeador da história sofreu dois golpes muito fortes fora do ringue. O primeiro foi logo após mudar seu nome para Muhammad Ali. A Associação Mundial de Boxe retirou o cinturão que ele conquistou em 1964.

Na época, a entidade alegou diversos motivos. No entanto, era evidente que a medida havia sido tomada em função da mudança de nome.

Em 1967, ele se recusou a se juntar ao exército dos Estados Unidos para combater na Guerra do Vietnã. O motivo? “Nenhum dos vietcongues me chamou de crioulo”, explicou. Em função disso, Ali ficou suspenso do boxe até 1970 e teve seus títulos confiscados.

5. Politizado

00-muhammad

Muhammad Ali compreendia muito bem o tamanho que tinha na sociedade. Ele passou a utilizar sua fama para lidar com causas políticas, especialmente na luta contra o racismo, desde a década de 1960.

O envolvimento com causas políticas continuou ao longo de toda a sua vida, inclusive após ter se aposentado. Em 1990, por exemplo, Ali foi ao Iraque para negociar com o ditador Saddam Hussein a liberdade de 14 reféns americanos.

Veja também:   Misofonia: a condição que causa aversão a sons como o da mastigação

6. Despedida e doença

06-muhammad

Muhammad Ali se despediu dos ringues após a luta contra Trevor Berbick, em 11 de dezembro de 1981. Foi a segunda derrota em sequência de Ali – antes, em 2 de outubro de 1980, perdeu para Larry Holmes e sofreu o único nocaute de sua carreira.

Em 1984, três anos após se aposentar do boxe, Muhammad Ali foi diagnosticado com Mal de Parkinson, muito provavelmente pelos traumas sofridos na cabeça em seus anos como boxeador. Ali se manteve ativo na vida pública até o início do século 21.

No fim de sua vida, veio a público poucas vezes. A última foi em 2012, quando esteve com a bandeira olímpica na abertura dos Jogos Olímpicos, em Londres.

7. Frases icônicas

Muhammad Ali com os Beatles, em 1964
Muhammad Ali com os Beatles, em 1964

Diferente de outros ídolos do esporte, o maior pugilista da história também fazia bonito quando abria a boca para falar. Muhammad Ali era um sujeito muito inteligente e não costumava falar besteiras.

Veja abaixo algumas citações célebres de Muhammad Ali:

Quanto mais nós ajudamos os outros, mas nós ajudamos a nós mesmos.

A força de vontade deve ser mais forte do que a habilidade.

Campeões não são feitos em academias. Campeões são feitos de algo que eles têm profundamente dentro de si.

Um homem de 50 anos que vê o mundo da mesma forma que ele via aos 20, desperdiçou 30 anos de sua vida.

Eu odiava cada minuto dos treinos, mas dizia para mim mesmo: Não desista! Sofra agora e viva o resto de sua vida como um campeão.

O silêncio é de ouro quando não se consegue pensar numa boa resposta.

Aquele que não tem coragem suficiente para aceitar riscos, não irá conquistar nada na vida.

Voe como uma borboleta, pique como uma abelha.

Às vezes, tento ser modesto. Mas aí começam a me faltar argumentos.

Se minha mente pode conceber isso e meu coração pode acreditar, então eu posso alcançar isso.

Quando você está certo, ninguém se lembra. Quando você está errado, ninguém esquece.

Impossível é apenas uma grande palavra usada por gente fraca que prefere viver no mundo como está em vez de usar o poder que tem para mudá-lo. Impossível não é um fato, é uma opinião. Impossível não é uma declaração, é um desafio. Impossível é hipotético. Impossível é temporário.

Veja também:   Celulares escutam nossas conversas? Veja o que esse estudo diz

Discussion1 Comentário

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com