Afinal, o tomate é uma fruta ou um vegetal? A ciência explica

0

O tomate fica em uma linha tênue entre entre fruta e vegetal e por conta disso, muitas pessoas ficam em dúvida na hora de classificá-lo. Mas no fundo, você não precisa se preocupar com essa questão: de acordo com a ciência, você pode chamá-lo da maneira que você quiser.

Cientificamente falando, o tomate é uma fruta, pois de acordo com o dicionário americano Merriam-Webster, uma fruta é “geralmente o corpo reprodutivo comível de uma planta que tenha sementes”. E em um blogpost, o dicionário deu uma explicação mais simples: “Qualquer coisa que cresce a partir de uma planta e que espalha suas sementes pelo mundo é uma fruta.”

De acordo com essa definição, também podemos considerar pepinos, pimentas, abóboras e abacates frutas, por exemplo.

Os vegetais, por outro lado, possuem uma definição um pouco vaga. Geralmente, eles são um grupo de plantas que possuem partes comestíveis, como suas folhas ou raízes, por exemplo.

Em outras palavras, de acordo com o dicionário, um vegetal precisa ser uma parte da planta ou ela como um todo, enquanto que as frutas são a forma encontrada pelas plantas de espalhar seus sementes.

Mas a confusão surge pelo simples fato de “vegetal” não ser uma classificação botânica, mas que é utilizada apenas para fins culinários. Enquanto que fruta, além de ser um termo botânico, também pode ser utilizada como termo culinário.

Cientificamente falando, as frutas também não precisam ser consideradas doces, mas na cozinha, a maior parte das pessoas classificam aquelas julgadas como salgadas, como é o caso dos tomates, de vegetais.

Veja também:   O que aconteceria se a Floresta Amazônica fosse destruída?

Muitos nutricionistas consideram os dois termos corretos. E até mesmo a suprema corte americana se meteu no assunto. Em 1893, ficou decidido por lei que tomates importados deveriam ser taxados na mesma regra aplicada a vegetais, em que as frutas não se encaixavam.

No fundo, sabemos que essa é uma questão que ainda pode gerar debates. Mas, às vezes, é melhor levar na brincadeira, como disse uma vez o jornalista Miles Kington.

“Conhecimento é saber que o tomate é uma fruta. Sabedoria é não colocá-lo em uma salada de frutas”, disse.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com