Aokigahara: conheça a misteriosa floresta dos suicidas no Japão

0

A floresta de Aokigahara, no Japão, é certamente um dos lugares mais macabros do mundo. Seu nome significa apenas “mar de árvores”, mas ela é mais conhecida como a floresta dos suicidas, devido ao alto número de pessoas que vão até lá para acabar com a própria vida. As autoridades locais fazem de tudo para conscientizar as pessoas que precisam de ajuda psicológica e para retirar o estigma ruim do bosque.

Logo na entrada da área arborizada, que fica a apenas 115 quilômetros de Tóquio, é possível ver placas com mensagens motivacionais e que tentam convencer as pessoas a não colocarem um fim na própria vida. “A vida é um dom precioso”, diz uma das placas, enquanto em outra é possível ler “Pense mais uma vez em seus pais, irmãos ou filhos (…). Por favor, não sofra sozinho, peça ajuda primeiro”.

Estima-se que cerca de 100 pessoas cometam suicídio em Aokigahara todos os anos. Os motivos para que o local tenha se transformado na floresta dos suicidas são os mais diversos. Muitos culpam um romance escrito em 1961, que conta a história de uma mulher que resolve se matar no mesmo local após uma desilusão amorosa, mas a verdade é que Aokigahara já era um local complicado no passado.

Historiadores já relacionaram a floresta a um dos locais onde era praticado no passado o chamado ubasute, que era o abandono em massa de idosos durante os períodos de fome e escassez de recursos. Dessa forma, sabe-se que a floresta tem relação antiga com a morte.

Veja também:   ETs? Segredos tecnológicos? Afinal, o que existe dentro da Área 51?

Polêmica no YouTube

No início de 2018, a floresta dos suicidas foi local de um vídeo polêmico feito pelo youtuber americano Logan Paul. Ele visitava o local para mostrar mais detalhes sobre o local, quando acabou se deparando com o corpo de um home que se enforcou em uma árvore. Apesar do susto, Paul acabou rindo e fazendo piada da situação.

Dias depois, devido à exposição da mídia e protestos tanto de entidades ligadas à prevenção do suicídio e autoridades, Paul excluiu o vídeo e terminou se desculpando, propondo-se a conscientizar seu público a respeito de problemas como depressão e outros, que levam aos suicídios tão comuns em Aokigahara.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com