Por que canais de Veneza ficaram limpos após quarentena do coronavírus?

0

Os famosos canais de Veneza são uma das principais atrações da cidade italiana e a quarentena pelo coronavírus parece ter feito bem a eles.

Acontece que os canais por onde as gôndolas trafegam são geralmente sujos, poluídos e mal cheirosos. Agora que a circulação na cidade diminuiu drasticamente, a água das “ruas” de Veneza está praticamente cristalina.

Uma página nas redes sociais chamada “Veneza Limpa” está mostrando imagens que pareciam impossíveis há poucos dias. A cidade, acostumada a receber cerca de 25 milhões de turistas todos os anos, está muito mais vazia e a natureza parece estar agradecendo essas “férias forçadas”.

A água dos canais aparece quase totalmente limpa e com os primeiros sinais de um retorno da vida animal, com peixes, aves e outros seres.

Veja um vídeo recente da cidade:

Veneza é construída dentro de uma lagoa, ou seja, de um espaço de água doce confinado dentro da água salgada do mar. Até mesmo cisnes já foram vistos flutuando nos canais durante a quarentena.

Parece que até mesmo uma pandemia como a do coronavírus tem seu lado bom, mesmo que só em alguns poucos e sortudos lugares, como a bela e clássica cidade italiana.

A explicação oficial da prefeitura da cidade para a melhora na qualidade da água e também do ar venezianos é a baixa circulação de barcos, que permite que os sedimentos da água fiquem acumulados mais no fundo dos canais, além de menos poluição pela menor quantidade de pessoas.

A natureza encontra um jeito

A Itália enfrenta uma das mais duras quarentenas de todo o mundo, com praticamente toda a população trancada dentro de casa e todos os locais turísticos vazios.

Com isso, Veneza não foi a única beneficiada pela ausência, ou menor presença de seres humanos. Animais selvagens também foram vistos em outras cidades.

Alguns javalis aproveitaram para explorar cidades pequenas no norte do país, saindo das florestas onde geralmente vivem.

Além disso, golfinhos estão fazendo a festa nos portos da ilha da Sardenha e até mesmo os patos aproveitaram para se banhar nas abundantes e geralmente cheias fontes de Roma.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com