Cannabis medicinal: quais as doenças que ela ajuda a tratar?

0

Recentemente, a Anvisa autorizou a venda no país de produtos à base de Cannabis medicinal, desde que haja prescrição médica. Mas quais doenças podem ser tratadas com esses medicamentos?

As propriedades medicinais da Cannabis ainda estão sendo estudadas, mas existem avanços consideráveis em relação a doenças psiquiátricas e neurológicas, entre outras.

Entre as doenças com eficácia da Cannabis medicinal já comprovada estão a epilepsia, especialmente em pacientes infantis, além de dores neuropáticas e o alívio de sintomas relacionadas à demência, autismo, esclerose múltipla e também efeitos colaterais de medicamentos usados em tratamentos de quimioterapia.

No entanto, o Dr. Alexandre Kaup, neurologista do hospital Albert Einstein, em São Paulo, lista ainda algumas outras doenças cuja ação da Cannabis medicinal ainda está sendo estudada, embora os resultados iniciais sejam bastante satisfatórios.

São elas o mal de Alzheimer, a doença de Parkinson, artrite, glaucoma, enxaqueca crônica, além de sintomas relacionados à ansiedade e sequelas de acidentes vasculares cerebrais (AVCs).

No Brasil, de acordo com dados da Anvisa, os medicamentos a base de Cannabis costumam ser mais procurados por pacientes com doenças neuropáticas. Muitos deles acabam buscando alívio para sintomas de epilepsia, convulsões e outros.

Nos Estados Unidos, onde essa liberação é bem mais antiga, a procura pela Cannabis medicinal é maior em pacientes que passaram por traumas, que acabam se tornando gatilhos para ansiedade e outros problemas de ordem psíquica.

O THC e o canabidiol

A Cannabis sativa, mais popularmente conhecida como maconha, é uma planta que contém mais de 500 substâncias em sua composição, mas quando se fala em tratamento medicinal, apenas dois desses componentes são efetivamente usados: o canabidiol e o tetra-hidrocanabidiol (THC).

Veja também:   O mistério das cores que existem, mas não conseguimos enxergar

As dosagens de cada um deles em cada medicamento pode variar de acordo com a doença que está se tratando.

O THC é a maior das toxinas da Cannabis, sendo efetivamente o psicotrópico, ou seja, a substância que causa o efeito da maconha, quando usada de forma recreativa.

Já o canabidiol é conhecido por sua ação analgésica e anticonvulsionante. Essas propriedades são dosadas em óleos produzidos a partir da planta.São esses óleos que devem ser encontrados nas farmácias a partir de agora.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com