Casal de canibais atraía vítimas por apps de relacionamento e matou mais de 30

0

Uma história bizarra e assustadora está deixando muita gente de cabelo em pé ao redor de todo o mundo. Um casal de russos foi preso recentemente sob a acusação de canibalismo.

Dmitry Baksheev, 35 anos, e sua esposa Natalia Bakasheeva, 42 anos, utilizavam aplicativos de relacionamento para atrair novas vítimas e podem ter chegado a matar mais de 30 pessoas.

O celular do homem foi encontrado pela polícia e, nele, haviam várias fotos de corpos mutilados. Também foram encontrados vídeos das vítimas amarradas enquanto os membros eram retirados do corpo.

O jornal The Independent contou a história e relatou que existem imagens perturbadoras do russo segurando cabeças de vítimas e sorrindo para a câmera.

O aparelho telefônico foi o que acabou culminando na prisão do casal. O celular foi encontrado perdido na rua. A pessoa que encontrou, perplexa com as imagens, entregou para a polícia. Eles foram presos em 2017.

Apesar de só haverem provas concretas de apenas duas mortes, a esposa confessou os crimes e contou que eles já mataram mais de 30 vítimas ao longo dos últimos 18 anos.

A história fica ainda mais bizarra: existe uma suspeita, que está sob investigação, de que eles teriam usado a carne das vítimas para alimentar uma academia militar do país. Os dois trabalhavam como cozinheiros.

O caso ainda está sob investigação, mas a polícia russa indica que existem provas irrefutáveis de que os dois se alimentavam de suas vítimas. Por exemplo, partes dos corpos foram encontradas na geladeira da casa deles.

Veja também:   Afinal, o nazismo era de esquerda ou de direita? Entenda

Outra suspeita seja a de que eles tenham vendido a carne humana para estabelecimentos alimentícios. Algumas testemunhas afirmam que eles produziam tortas para vender aos restaurantes locais.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com