Como que Mercúrio possui grandes quantidades de água congelada?

1

Cientistas da Universidade Brown, nos EUA descobriram uma grande quantidade de gelo na superfície de Mercúrio, o primeiro planeta do nosso sistema solar. E essa reserva é muito maior do que se imaginava.

Antes de falarmos a respeito da descoberta, você já deve estar se perguntando: como que um planeta tão próximo do sol possui temperaturas tão baixas para apresentar água no estado sólido? Não parece, mas a resposta é muito simples.

O motivo é que Mercúrio não possui atmosfera para conseguir reter o seu calor. Assim, regiões que ficam em sombras, como fundos de crateras, são frias o bastante para manter a água no estado sólido, especialmente se estiverem localizadas próximos dos polos do pequeno planeta.

E foi justamente no polo norte de Mercúrio que foram encontrados três grandes lençóis de gelo, com diversas reservas pequenas espalhadas pelo local.

Ajuda de sonda da NASA

A pesquisa, escrita em parceira com Jim Head e Gregory Neumann, do centro Goddard da Nasa, foi publicada no jornal Geophysical Research Letters. Eles conseguiram fazer a descoberta através dos instrumentos da sonda MESSENGER, que pertence a NASA.

“Adicionando esses depósitos de menor escala aos depósitos maiores dentro das crateras, acrescenta-se significativamente ao inventário de gelo superficial em Mercúrio”, explicou Ariel Deutsch, líder do estudo.

Para a pesquisa, os instrumentos da MESSENGER precisaram detectar a refletividade da superfície de Mercúrio. Os locais mais brilhantes eram os que sugeriam a presença de gelo em três enormes reservatórios, que possuem um total de 3,4 mil quilômetros quadrados.

Veja também:   Conheça o anticoncepcional masculino, que deve ser lançado em 10 anos

Hipóteses

Além dessas três grandes reservas, outros menores, com apenas 5 km de diâmetro, também foram detectadas pelos instrumentos da MESSENGER. E os responsáveis pela pesquisa acreditam da presença de várias delas pelo planeta.

“Achamos que provavelmente existem muitos, muitos mais destes, com tamanhos variando de um quilômetro até poucos centímetros”, afirmou Deustch.

Existem duas hipóteses que explicam como que tanta água congelada está presente em Mercúrio: a primeira é que ela pode ter sido trazida por cometas e asteroides. Já a segunda afirma que pode ter se formado no solo do planeta, por meio de reações químicas entre o oxigênio e o hidrogênio injetado por meio dos ventos solares.

Os resultados da pesquisa podem abrir novas portas para estudos semelhantes em outros planetas.

“Uma das maiores coisas que queremos entender é como a água e outros voláteis estão distribuídos pelo Sistema Solar interior — incluindo a Terra, a Lua e nossos vizinhos planetários. Esse estudo abre nossos olhos a novos lugares para se procurar por evidência de água e sugere que existe muito mais dela em Mercúrio do que pensávamos”, disse o coautor Jim Head.

Discussion1 Comentário

  1. Giovanni Sandro da Silva Costa

    Gostei. Trás assuntos teóricos sobre coisas que não são comentadas por ai. E com bases fundadas em pesquisas e tecnologias, agências espaciais.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com