Conheça 5 dos lugares mais perigosos do mundo

0

Fizemos uma seleção dos lugares mais perigosos do mundo. Alguns são habitados por animais mortais, enquanto outros são considerados perigosos pela sua condição geográfica ou por terem participado de experiências radioativas.

Confira abaixo alguns dos lugares que certamente você não vai querer passar as férias.

1 – Estrada da Morte – Bolívia

estrada-da-morte

A Estrada de Yungas, na Bolívia, é chamada de Estrada da Morte devido ao grande número de pessoas que já morreram em acidentes no percurso. Em 1995 a Estrada da Morte recebeu o título de pior estrada do mundo, pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento. Por ano, aproximadamente 250 pessoas morrem no local.

A baixa visibilidade e a largura estreita, que varia entre 4m e 7m à beira do precipício, contribuem para a estrada ser um dos lugares mais perigosos do mundo,

A estrada foi construída na lateral de uma série de montanhas, na década de 1930, e possui cerca de 65 quilômetros, ligando a cidade de La Cumbre à região campestre dos Yungas. La Cumbre fica a cerca de 5 quilômetros de altitude.

2 – Ilha das Cobras – Brasil

ilha-das-cobras

Uma das ilhas mais mortais do mundo, ela fica no Brasil, na cidade de Itanhaém, localizada a cerca de 145 km da costa de São Paulo.

A Ilha da Queimada, mais conhecida como Ilha das Cobras, está habitada com aproximadamente 4.000 jararacas-ilhoas, que são tidas como uma das serpentes mais mortais do mundo. A quantidade de cobra cresceu, pois não há um predador natural da espécie na Ilha.

Por ser tão perigoso, o local é tido como inabitável e a entrada é rigorosamente controlada pelo governo brasileiro. Contudo, a Ilha é alvo constante de traficantes de animais, já que uma jararaca-ilhoa pode ser vendida por valores que variam de R$ 10. 000,00 a R$ 30.000,00.

3 – Atol de Bikini – Ilhas Marshal

atol-de-bikini

Por ser local de experimentos com armas atômicas, esta área, localizada no Oceano Pacífico, é considerada um dos lugares mais perigosos do mundo por apresentar elevados índices de radiação.

Entre os anos de 1946 e 1958, o Atol de Bikini foi escolhido para ser parte dos testes nucleares feitos pelos Estados Unidos. No local foram lançadas mais de 20 bombas de hidrogênio e bombas nucleares.

Apesar de o local ser considerado como habitável desde 1997, até hoje a população ainda não voltou totalmente para o local. O maior risco é o consumo de alimentos cultivados e produzidos na ilha, que podem acrescentar ao corpo radiação suficiente para levar um indivíduo à morte.

4 – Ilha Ramree – Myanmar

ilha-ramree

Esta ilha possui uma grande população de crocodilos, além de insetos e animais peçonhentos, como escorpiões e aranhas.

A Ilha Ramree é marcada por um episódio ocorrido, em 1945, durante a Segunda Guerra Mundial. Após uma batalha entre tropas britânicas e japonesas, os soldados do Japão foram se esconder no pântano. Estima-se que dos cerca 1000 soldados que entraram no pântano, aproximadamente 20 saíram vivos. O episódio é tido como um dos massacres mais sangrentos causados por animais.

5 – Pripyat – Ucrânia

pripyat

A cidade de Pripyat, localizada ao norte da Ucrânia, se tornou uma cidade fantasma por estar muito próxima a Chernobyl, onde aconteceu, em 1986, o maior acidente nuclear da historia.

Após o acidente nuclear cerca de 200 mil pessoas morreram em consequência da radiação, enquanto  outras milhares desenvolveram câncer em função da radiação.

Hoje, 30 anos após o acidente, ainda não é seguro voltar para o local. Os cientistas estimam que vá demorar cerca de 900 anos para que os elementos radioativos atinjam níveis seguros para o ser humano.

Atualmente apenas um grupo pequeno de pesquisadores e membros do exército tem acesso à cidade, e se algum turista quiser conhece-lá precisa pedir uma licença especial ao governo.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com