Coreia do Norte lança novo míssil que sobrevoa o Japão

1

O governo do Japão informou que um míssil foi lançado da Coreia do Norte e provavelmente passou sobre território japonês, segundo a rede de notícias japonesa NHK. O governo japonês orienta a população a se afastar de qualquer objeto que possa ser parte dos destroços do míssil.

De acordo com a agência Yonhap, os Estados Unidos e a Coreia do Sul estão analisando as informações sobre a arma. Ainda não foi possível identificar ainda o tipo de míssil. De acordo com o sistema de alerta japonês, não houve feridos nem danos.

A emissora de TV americana CNN disse que autoridades sul-coreanas e americanas estão trabalhando na identificação de destroços. Este é o segundo míssil em menos de um mês disparado em direção ao Japão.

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, convocou uma reunião de emergência para tratar do assunto.

Japão diz que lançamento de míssil é inaceitável

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse que o último lançamento de um míssil balístico pela Coreia do Norte, que sobrevoou o território japonês hoje era “absolutamente inaceitável” e que vai defender a segurança de seu país trabalhando em aliança com os Estados Unidos.

Abe pediu por uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) e disse que a comunidade internacional vai enviar um sinal claro para os norte-coreanos e tem que implementar completamente as sanções contra Pyongyang.

  Cientistas descobrem quais células controlam envelhecimento

O Comando do Pacífico dos EUA afirmou que o míssil foi um modelo de médio alcance que não representa ameaça aos EUA. Anteriormente, a Coreia do Norte havia disparado um míssil Hwasong-12 de médio alcance sobre o Japão em 29 de agosto.

EUA cobra ações

O secretário de Estado americano, Rex Tillerson, cobrou que a Rússia e a China tomem medidas contra as ações “temerárias” da Coreia do Norte. “A China supre a Coreia do Norte com seu petróleo. A Rússia é o maior empregador de trabalhadores da Coreia do Norte”, diz a nota de Tillerson. “A China e a Rússia têm de demonstrar as intolerâncias delas contra este lançamento temerário tomando ações diretas próprias.”



Discussão1 Comentário

  1. As pessoas se esquecem que já ocorreu uma 1° e 2° Guerras Mundias. É tipo um vírus, toda hora tem guerra em algum lugar, sempre tem algum motivo pra atacar alguem, mesmo que esse motivo seja estúpido.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com