Coronavírus: como a Coreia do Sul está conseguindo vencer a pandemia

0

A Coreia do Sul foi um dos primeiros países a ser duramente afetado pelo coronavírus, mas também está sendo um dos melhores combatentes da pandemia.

Analisar as medidas tomadas pelo governo sul-coreano e a forma com que eles estão tratando os casos, diagnósticos e lidando com o problema todo em geral, pode ser uma boa pista do que precisa ser feito no Brasil.

A taxa de letalidade do coronavírus na Coreia do Sul impressiona por ser bem mais baixa do que no resto do mundo. E não foram poucos casos: o país soma mais de 8 mil infectados, mas apenas pouco mais de 70 pessoas morreram pelo vírus. A tática coreana para combater a pandemia não é nada complexa, mas é bem agressiva.

O jornalista Bugyeong Jung, da BBC Coreia do Sul, resumiu o que foi feito desde o início do problema. “A Coreia do Sul realizou uma campanha agressiva para combater o vírus. Disponibilizou todo o seu sistema de saúde para diagnosticar a presença da covid-19 nos habitantes de áreas críticas do país”, explicou.

O grande trunfo da Coreia do Sul contra o coronavírus realmente é o diagnóstico. O país chegou a testar quase 200 mil pessoas por dia no auge da epidemia, conseguindo detectar a infecção ainda em estágios iniciais.

Com isso, eles conseguiram evitar que muita gente fosse hospitalizada. Apenas 10% dos infectados precisou do sistema público de saúde, que também já estava pronto para atender essas pessoas.

Santa pandemia

A Coreia do Sul também tem um cenário curioso em relação à natureza das infecções por coronavírus. Um culto religioso conhecido como Igreja de Jesus de Shinchonji é um grande responsável pela disseminação do vírus no país.

Trata-se de uma seita comandada por um homem chamado Lee Man-hee, que acredita ser a reencarnação de dois personagens bastante opostos: Jesus Cristo e o Diabo.

A seita é contra qualquer tipo de medida para evitar a epidemia de coronavírus e há indícios de que alguns membros possam ter espalhado a contaminação deliberadamente, como já fizeram com outras doenças no passado.A ideia seria acelerar um “apocalipse”, para que Man-hee possa readquirir seus poderes divinos.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com