Covid-19: nova variante da Califórnia é mais perigosa? Entenda

0

Uma nova variante da covid-19 foi descoberta no estado americano da Califórnia. E tudo indica que ela é mais perigosa do que o vírus “normal”.

Ela já se encontra em outros estados americanos e também em alguns países, mas por enquanto, só é dominante na Califórnia. A variante seria não apenas mais transmissível como também mais letal do que a cepa original.

Essa variante consiste em dois subtipos, chamados de B.1.427/B.1.429.

Ela foi detectada pela primeira vez em dezembro de 2020, mas só agora está começando a causar mais problemas, especialmente no norte da Califórnia, segundo informações da Universidade da Califórnia em San Francisco (UCSF). Os pesquisadores da universidade realizaram duas pesquisas com a variante.

Em testes com voluntários, foi descoberto que os pacientes infectados por essa cepa tinham cerca de 2 vezes mais carga viral no nariz, indicando que o vírus se transmite com mais facilidade.

Em um segundo estudo, 324 pacientes foram avaliados e chegou-se a conclusão de que a variante da covid-19 tem 4,8 vezes mais chance de levar a internação e 11 vezes mais chance de levar a óbito entre os internados.

No entanto, é preciso ter cautela ao analisar esses números. O estudo ainda está em fases iniciais e precisa ser avaliado por outros cientistas.

Além disso, há quem diga que as amostras usadas ainda não são suficientes, então é cedo para temer um possível problema vindo da nova variante.

Variante brasileira

Um problema já confirmado é a variante brasileira da covid-19, também chamada de variante de Manaus, por ter se originado na capital do Amazonas, que sofreu e ainda sofre com grande número de mortos.

A variante de Manaus, ou P.1, não é necessariamente mais mortal do que as outras, mas é mais transmissível, o que acaba, por consequência, aumentando sua taxa de mortalidade.

Outras variantes já confirmadas como mais infecciosas são a do Reino Unido e a da África do Sul. Todas elas já circulam em todo o mundo, incluindo no Brasil. A cepa brasileira do coronavírus também já foi encontrada na Europa e em outros lugares do mundo.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com