De jegue a 1 real: 10 bens curiosos dos candidatos nestas eleições

0

Sempre que estamos próximos do período de eleições, todos os candidatos precisaram declarar os seus bens junto ao Tribunal Superior Eleitora (TSE) como forma de transparência. Quando essa lista é divulgada, já imaginamos ver coisas como casas, apartamentos e carros, por exemplo. No entanto, algumas bizarrices acabam aparecendo por aí.

Como não existe uma lei que determina o que deve ser declarado, cada candidato tem a liberdade de declarar o que quiser. Por conta disso, é normal encontrarmos coisas curiosas como jegues, armas e até mesmo objetos que não valem nem um real em algumas declarações.

Confira abaixo 10 coisas curiosas declaradas pelos candidatos nestas eleições.

Jegues e outros animais curiosos

Em torno de 50 candidatos declaram ter diversos animais como bens. Mas neste caso, estamos falando de animais de rebanho, bovinos, equinos e bubalinos. Um exemplo é o deputado federal Arthur Maia, que declarou ter 50 cavalos da raça Manga Larga.

No entanto, até mesmo cabeças de jegues e de mulas chegaram a ser declaradas. Foi o caso de Vilmar de Oliveiras, candidato ao cargo de deputado estadual pelo estado do Tocantins, que declarou ter 58 jegues, mulas e cavalos, que são avaliados em 29 mil reais.

Bitcoins e outras criptomoedas

Bitcoin

Em alta no mercado financeiro, sete candidatos declararam ter bitcoins em sua posse. O campeão nesse quesito é Luiz Hauly Filho, candidato a deputado estadual no Paraná. Ele declara ter 35 mil reais em criptomoedas.

Para se ter uma ideia, esse é um número superior ao de candidatos que declararam ter ouro: apenas três pessoas fizeram isso. Quem venceu nesse quesito foi o candidato a deputado federal Diego Maia, que declarou ter 90 gramas de ouro, avaliados em 12,7 mil reais.

Armas de fogo

No Euroarms você encontra diversos tipos de armas proibidas, vendidas livremente.
No Euroarms você encontra diversos tipos de armas proibidas, vendidas livremente.

O campeão nesse quesito foi o Dr. Allan Rendeiro, que é candidato a deputado estadual pelo Pará nestas eleições. Ele declarou ter um total de 38 armas de fogo, entre armas para a prática de tiro esportivo e outras voltadas apenas para colecionadores, como a famosa carabina Winchester, que foi produzida nos Estados Unidos.

Só mais quatro candidatos em todo o país declaram ter armas de fogo. O exemplo mais famoso é o do senador Roberto Requião, que tenta a reeleição. Ele declarou que tem uma “coleção de armas” em sua casa, que seria avaliada em 10 mil reais.

Um drone

Veículos são bens muito comuns que costumam ser declarados por muitos candidatos. O candidato à presidência João Amoêdo, por exemplo, declarou ter 4,1 milhões de bens dentro da categoria de embarcações.

Só que o caso mais curioso dentro dessa categoria é o de Ícaro Francio Severo, que é candidato a deputado estadual no Mato Grosso. Ele declarou ter um drone, avaliado em 5,6 mil reais.

Joias

relógios-capa

193 candidatos também quiserem declarar as joias que tem em suas casas. No total, elas valem aproximadamente 35,5 milhões de reais. Dentro dessa categoria, o TSE também inclui relógios e obra de arte.

O destaque dentro da categoria fica por conta de um relógio da marca Patek Phillipe, que é avaliado em torno de 43 mil reais.

Bens de baixo valor

Justamente pelo fato de não existir uma regra sobre o que os candidatos devem declarar, alguns acabam colocando coisas pouco relevantes, como livros, CDs e cartas.

Ainda assim, existem vários candidatos nestas eleições que realmente parecem levar alguns de seus hobbies a sério. Um exemplo é Sanches, que tenta uma vaga na assembleia do Maranhão, que declarou ter uma coleção de 25 mil livros que possuem valor estimado de 250 mil reais.

Mas do outro lado desse espectro, vários candidatos chegaram a declarar bens que não valem sequer um mísero real, como contas bancárias com saldo de apenas alguns centavos. No total, 321 bens se encaixaram nessa categoria.

Aviões e barcos

Muitos candidatos são verdadeiros milionários e são donos de aviões e embarcações.

No total, 71 candidatos declararam ser donos de 80 aeronaves, avaliadas em pouco mais de 56 milhões de reais. O vencedor no quesito é Ataíde Oliveira, candidato a uma vaga no Senado por Tocantins, que declarou ter R$ 6,2 milhões em aviões.

Já com relação a embarcações, 190 candidatos afirmaram ter algum barco, lancha, iate ou moto aquática em seu nome. O exemplo mais conhecido é o do candidato à presidência João Amoêdo, que declarou ter R$ 4,1 milhões nesta categoria.

Smartphones

08-iphone-celular-smartphone

11 candidatos quiserem declarar seus smartphones como bens junto ao TSE. O modelo mais caro declarado foi um iPhone 8 plus, que vale em torno de 5,3 mil reais.

Já o modelo mais modesto entre os que foram declarados é um Samsung Galaxy S5, que atualmente, custa em torno de 600 reais.

Linhas de telefone

Pouca gente usa telefone fixo hoje em dia, mas saiba que suas linhas ainda valem um dinheiro bom. Tanto que 252 candidatos declararam ser donos de linhas telefônicas fixas, que no total, valem 671 mil reais.

O vencedor nesse quesito foi Mourão, candidato a deputado estadual por Minas Gerais, que declarou ter pouco mais de 40 mil reais em linhas telefônicas fixas.

Absolutamente nada

Young woman showing her empty pocket

Por fim, vamos falar de quem, no fundo, declarou não ter absolutamente nada. No total, 10.611 candidatos afirmaram ao TSE que não possuem nenhum bem, o que representa 38% do total de postulantes a algum cargo político nestas eleições. O exemplo mais conhecido é Cabo Daciolo, um dos candidatos à Presidente da República.

Por outro lado, 2.902 candidatos destas eleições declararam ter mais de um milhão em bens, o que corresponde a 10% do total.

Vale lembrar que esses números podem mudar, já que alguns registros continuam em análise pelo TSE e podem ser indeferidas.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com