Dinossauro descoberto no Brasil causa polêmica entre cientistas

0

Um novo dinossauro foi descoberto no Brasil, na região nordeste, e já está causando polêmica na comunidade científica mundial por questões de direitos.

A descoberta foi feita por pesquisadores da Universidade de Portsmouth, do Reino Unido, e o fóssil foi levado para o outro lado do oceano Atlântico, mas muita gente é contra essa mudança de local do novo achado.

O Ubirajara jubatus viveu há cerca de 100 milhões de anos, onde hoje fica a chamada Bacia do Araripe, entre os estados do Ceará, Pernambuco e Piauí.

Ele é facilmente identificável por protuberâncias nos ombros que eram usadas para assustar inimigos ou atrair parceiros, mas não atrapalhavam ou dificultavam seus movimentos.

O animal é o primeiro dinossauro não aviário descoberto onde antes ficava o antigo supercontinente de Gondwana, além de ser o primeiro nas Américas.

Ele também é o animal mais antigo a contar com um sistema tegumentar, possuindo elementos como unha e pele mais desenvolvidas. A pele está parcialmente preservada no fóssil encontrado.

O Ubirajara jubatus é um marco para a paleontologia brasileira e mundial, mas seu descobrimento não veio cercado apenas de coisas boas.

O fóssil foi o responsável por uma polêmica com dois lados bem definidos, onde pesquisadores brasileiros e britânicos discordam totalmente.

Ela diz respeito a permanência a ao estudo do animal em território brasileiro, além de envolver temas como verba de pesquisa e a importância da pesquisa científica nacional, frequentemente negligenciada pelos governantes.

A polêmica

Com direito a hashtag #UbirajaraBelongsToBr no Twitter, pesquisadores brasileiros reclamaram da forma como as investigações do fóssil foram conduzidas, além do fato de ele ter sido retirado do Ceará, onde foi encontrado, e levado para a Europa.

Isso iria contra a legislação brasileira, que coloca apenas algumas exceções para que estudos sobre objetos brasileiros sejam feitos fora do país.

Segundo uma lei, deve haver pelo menos um cientista brasileiro participando dos estudos, o que não está acontecendo com o dinossauro, e o fóssil deve ser retornado ao Brasil, com o apoio do governo federal.

Por enquanto, nenhuma medida foi tomada.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com