Doses mínimas de LSD e cogumelos mágicos podem ajudar a criatividade

0

Um estudo mostrou que doses muito pequenas de LSD e cogumelos mágicos podem ajudar a melhorar a criatividade de pessoas que precisam lidar com isso no dia-a-dia. As quantidades aplicadas dos psicodélicos devem ser mínimas, mas basicamente, ficar doidão pode ser uma coisa boa, mesmo que for de uma forma bem sutil.

A pesquisa foi conduzida por cientistas das universidades de Toronto e York, ambas no Canadá. Eles utilizaram microdoses de LSD, psilocibina (substância encontrada nos chamados cogumelos mágicos) e outros alucinógenos em um grupo de voluntários que teve os níveis de bem-estar e saúde mental testados em comparação com outro grupo de pessoas que não foi submetido aos psicodélicos.

Os voluntários que usaram as substâncias tiveram uma pontuação melhore em quesitos de avaliação como sabedoria, criatividade e “mente aberta”. Eles tiveram também pontuações menores em questões como emoções negativas, depressão, tristeza e similares. As doses variavam entre 5 e 20 microgramas para o LSD e 0,1 a 0,3 gramas para os cogumelos mágicos.

As quantidades não fazem com que os usuários tenham alucinações, causando apenas uma leve alteração na percepção da realidade. O efeito é tão leve que eles conseguiram seguir suas rotinas normalmente, mesmo sob efeito dos psicodélicos aplicados. O questionário foi aplicado quando o efeito das substâncias já tinha se dissipado no organismo dos voluntários.

Nem tudo são flores

No entanto, o LSD e os cogumelos não provocaram apenas efeitos positivos nas pessoas que tomaram as microdoses. Alguns relatos incluíram crises de ansiedade e stress e até mesmo problemas gastrointestinais causados pelas substâncias, como dores e desconfortos. Instabilidade de humor também foi um efeito comum.

Veja também:   Nasa planeja enviar seres humanos para Vênus em um futuro próximo

Os cientistas pretendem continuar estudando o tema, mas com algumas ressalvas. Eles afirmam que os resultados não significam muita coisa por enquanto, já que as questões relacionadas à criatividade, sabedoria e bem estar podem ser características normais das pessoas avaliadas, não tendo relação com o uso dos psicodélicos. Vale lembrar que as substâncias usadas são proibidas por lei na maioria dos países.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com