Além da Via Láctea: conheça o endereço completo da Terra no universo

0

Você sabe o seu endereço completo? Todos nós conhecemos nossas cidades, estados e países, mas e se precisássemos explicar a localização da Terra dentro do universo? O Sistema Solar e a Via Láctea são a nossa vizinhança mais próxima, mas ainda estamos inseridos dentro de alguns sistemas bem maiores, que mesmo assim, não dão uma noção exata da nossa localização em relação ao universo.

Sabemos que a Terra é o terceiro planeta a partir do Sol, dentro de um grupo de planetas que chamamos de Sistema Solar. O nosso Sistema Solar é apenas um, localizado em uma região mais ou menos periférica da galáxia da Via Láctea, um gigantesco aglomerado de estrelas em forma de disco, com 100 mil anos-luz de diâmetro.

Acontece que a Via Láctea é apenas uma das prováveis 200 bilhões de galáxias, isso só entre as que são possíveis de observar. E da mesma forma que as estrelas, como o Sol, se agrupam em galáxias, as galáxias se juntam em estruturas ainda maiores, chamadas de aglomerados. Esses, por sua vez, são agrupados novamente em superaglomerados de galáxias, as maiores estruturas conhecidas.

Para resumir a questão, o endereço da Terra dentro do universo pode ser descrito, de forma simplificada, como Sistema Solar, Via Láctea, Aglomerado de Virgem, Superaglomerado Laniakea (que significa “céu imensurável”, em havaiano), Universo Observável. Mas seguindo o mesmo raciocínio, o que vem depois?

Ao infinito e além

O universo em si, só pode ser observado por nós até certo ponto, até onde a luz já tenha chegado á Terra de alguma forma. Para além disso, não se sabe o que existe, já que a luz, mesmo sendo a coisa mais rápida que existe, ainda não pôde ser detectada a partir daqui.

Veja também:   Sonda chinesa encontra substância gelatinosa na superfície da Lua

Diversas teorias existem a respeito do que há além do universo observável, incluindo outros universos. No entanto, o mais provável é que existam superestruturas dentro de superestruturas cada vez maiores, que seriam difíceis de serem detectadas e explicadas, mesmo que pudéssemos observá-las.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com