Erros de gravação absurdos que você não percebeu em filmes

0

Erros de gravação acontecem, sabemos disso. Dizem que nada na vida é sempre 100% perfeito. Não importa o quão majestoso um filme possa ser, ainda vão existir alguns vacilos que ele deixam passar e acabam indo pro cinema, como algo quase imperceptíveis. Confira estes exemplos claros que farão você mudar para sempre a maneira como encara clássicos como Star Wars, Com 007 Só Se Vive Duas Vezes, e muito mais.

Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança – Stormtrooper Cabeçudo

Um Stormtrooper bate a cabeça na porta.
Um Stormtrooper bate a cabeça na porta.

Os fãs de Star Wars são conhecidos por serem absolutamente obcecados com cada detalhe da franquia bilionária. Não deve ser nenhuma surpresa que estes mesmos fãs obcecados notaram uma brincadeira muito engraçada no clássico original de 1977. Em uma determinada cena, um grupo de Stormtroopers são vistos atravessando uma porta. Em seu caminho através da entrada, um Stormtrooper no lado direito da tela pode ser visto batendo a cabeça na porta. Anos mais tarde, o ator Laurie Goode, que interpretou o Stormtrooper infame, falou sobre a brincadeira. Ele afirma que tudo aconteceu porque ele precisou usar o banheiro. Pelo menos ele não é porquinho.

Quero Ser John Malkovich – Pensa Rápido

Uma pessoa atira uma lata em John Malkovich.
Uma pessoa atira uma lata em John Malkovich.

Esse é um dos erros de gravação mais legais, na minha opinião. Acredite ou não, durante anos, os fãs de Quero Ser John Malkovich acreditaram que a cena em que um passageiro bêbado no carro atira uma lata de cerveja na cabeça de John Malkovich e grita a famosa frase, “Ei Malkovich, pensa rápido!” foi o resultado de uma cena extra. O diretor Spike Jonze surpreendentemente não cortou a cena do filme, o que sugere que ela estava no script. Em seu comentário para o filme, Jonze disse que a sequência não foi escrita, alegando que, para começar, nunca esteve no script.

Veja também:   Quanto custaria para se tornar o Batman da vida real?

Prenda-me Se For Capaz – Farnácia fora de época

Prenda-me Se For Capaz, filme de Steven Spielberg, se passava nos anos 60.
Prenda-me Se For Capaz, filme de Steven Spielberg, se passava nos anos 60.

Steven Spielberg é conhecido por criar filmes que são tão brilhantes como quanto são cuidadosamente montados. Com suas performances no ponto e detalhes elaborados de época, o filme de 2002, Prenda-me Se For Capaz, certamente faz jus ao já elevado padrão de qualidade de Spielberg. No filme, que se passa no ano de 1963, Leonardo DiCaprio, que interpreta um vigarista perseguido por um agente do FBI (Tom Hanks), e sua tripulação estão indo para p banco Chase, em Manhattan. Tudo na cena parece autêntico para os anos 60, exceto o sinal da rede de farmácias Duane Reade em segundo plano, com o logo moderno. A razão pela qual ele foi deixado no filme permanece desconhecida; Talvez Spielberg estavisse apenas provocando o espectador?

O Último Samurai – Coice silencioso

Um figurante leva um coice e logo volta em formação, no filme "O Último Samurai".
Um figurante leva um coice e logo volta em formação, no filme “O Último Samurai”.

Se você pensa que cenas de segundo plano eram, realmente, para ficar em segundo plano, então você, obviamente, não viu O Último Samurai. Durante uma cena chave no filme, o personagem de Tom Cruise, o conselheiro militar Nathan Algren, chega de cavalo para a batalha final épica do filme. Assim que sai de seu cavalo, o animal da um coice em um dos figurantes, na virilha. Em vez de cair no chão, chorando, o figurante, simplesmente, da um passo rápido para trás, reage silenciosamente, e volta em formação. Na verdade, o momento embaraçoso é tão sutil, que a maioria das pessoas nem sabia que isso havia acontecido até anos após o lançamento do filme em 2003. Samurais são, supostamente, conhecidos por serem disciplinados, e esse cara fez mais do justiça a isso. Mas a pergunta é: isso entra numa lista de erros de gravação?

Veja também:   John Wayne Gacy: a história do palhaço que inspirou Pennywise, de It: A Coisa

Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra – Um Cowboy Misterioso

Um cowboy claramente é visto no Pérola Negra, de Jack Sparrow.
Um cowboy claramente é visto no Pérola Negra, de Jack Sparrow.

Centenas de filmes ficaram famosos por seus finais surpreendentes, ao longo dos anos, mas ninguém que assistiu Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra, esperava o que aconteceu na cena final. Depois de recuperar a Pérola Negra, o Capitão Jack Sparrow (Johnny Depp) ordena que seu alegre bando de piratas comecem a trabalhar no convés. Assim que eles começam a se movimentar, um homem vestindo uma camisa branca e chapéu de cowboy pode ser visto no fundo, olhando para as águas distantes. Seria a participação deste homem misterioso, um easter egg em segredo, talvez um personagem a ser introduzido nas sequências, ou mais um dos erros de gravação? Supostamente, ele era apenas um membro da produção que, acidentalmente, se esqueceu de limpar o set durante as filmagens. Se não foi planejado, esse cara merece andar na prancha.

Coração Valente – ou seria Velozes e Furiosos?

Um carro aparece num cena em Coração Valente de Mel Gibson.
Um carro aparece num cena em Coração Valente de Mel Gibson.

O filme da guerra épica escocesa de Mel Gibson, Coração Valente, se passa no século XIII. Certamente, muito antes de o automóvel ser inventado. Como seria de esperar, os fãs ficaram mais do que surpresos quando vissem um carro branco ao fundo, durante uma das grandes sequências de batalha do filme. Isso é apenas um dos muitos casos em que a tecnologia moderna participa, literalmente, do filme premiado com o Oscar, de Mel Gibson. Vários outros erros de gravação acontecem no filme. Você também pode ver um carro durante a cena do funeral da esposa de William Wallace. Em outra cena, um membro da tripulação vestindo um boné de baseball é visto durante uma conversa inócua entre Gibson e personagens de Brendan Gleeson.

Veja também:   Adamantium existe? O metal do esqueleto do Wolverine seria viável?

Com 007 Só Se Vive Duas Vezes – Mr. Bigglesworth

O gato do vilão estava apavorado com as explosões no final do filme.
O gato do vilão estava apavorado com as explosões no final do filme.

O gato persa branco do vilão Blofeld de Com 007 Só Se Vive Duas Vezes, é um dos mais assustados personagens de todos os tempos do cinema. A criatura peluda perde as estribeiras quando, legitimamente, enlouquece durante uma das cenas de explosão no final do filme. Donald Pleasence, que interpretou Blofeld no filme, fez o seu melhor para manter o gato agarrou firmemente ao seu corpo; mas em alguns breves momentos, a câmera captura o felino frenético tentando de todas as maneiras fugir dos braços apertados do vilão.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com