Estado Islâmico promete transformar Réveillon da Europa em ‘inferno’

0

O Estado Islâmico, por meio de propaganda digital, voltou a fazer ameaças a países da Europa. Dessa vez, um panfleto online exibe a foto de uma multidão em frente ao Arco do Triunfo, em Paris, e uma faca ensanguentada, além dos dizeres “Nós vamos fazer do dia de ano novo um inferno”.

ei1

A provocação vem em reposta às medidas de segurança tomadas por vários países europeus, principalmente na Alemanha. Grandes mercados populares, centros comerciais e locais de grande circulação de pessoas foram cercados com barreiras para evitar a passagem de veículos. A medida tem a intenção de evitar ataques com caminhões e outros veículos, como os ocorridos na França e na Alemanha.

Outras propagandas similares foram veiculadas pelo grupo terrorista com fotos de várias cidades da Europa e a presença de terroristas. Em uma delas até mesmo o Papai Noel aparece com as mãos atadas e preso como refém de um jihadista.

ei2

Recentemente os terroristas fizeram ameaças ao Papa Francisco e toda a cidade do Vaticano. A Rainha Elizabeth II do Reino Unido também foi alvo de ameaças e até uma montagem exibindo os jogadores Neymar e Messi decapitados foi feita, em clara ameaça a Copa do Mundo de Futebol que acontece em 2018, na Rússia.

Propaganda pode ser o canto do cisne do Estado Islâmico

O grupo terrorista vem sofrendo grandes baixas nos últimos meses em territórios ocupados no Iraque e na Síria. Com a suspeita da morte de seu líder, Abu Bakr al-Baghdadi, os terroristas agora apostam em ataques de simpatizantes solitários.

  Cientistas identificam substância no cérebro que inibe pensamentos ruins

Rita Katz, do grupo de inteligência SITE, explica a mecânica por trás da Wafa Media Foundation, o setor de propaganda do Estado Islâmico. “A Wafa Media Foundation é especializada nesse tipo de imagem. As ameaças da Wafa, como outras recentemente feitas por outros grupos de mídia pro-Estado Islâmico, são um ataque específico e direto dentro de uma ação maior do Estado Islâmico para ataques solitários, enquanto eles perdem território rapidamente no Iraque e na Síria”, diz Katz.

Ela completa dizendo que embora as ameaças devam ser levadas a sério, elas também têm o objetivo de gerar publicidade para o grupo.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com