Existem lulas gigantes nas profundezas do oceano?

0

Repleto de mistério, as profundezas do oceano pode ser a habitação de lulas gigantes. Com os olhos do tamanho de bolas de futebol, elas podem ser maiores do que pensávamos. Na verdade, esse monstro cefalópode pode ficar maior do que um ônibus escolar, dizem os pesquisadores.

As espécimes reconhecidas como a lula gigante (Architeuthis dux), são encontradas pelo menos desde 1639. No entanto, estes monstros marinhos – inspirados na lenda do Kraken gigante, embora nem todos os cientistas concordam – são tão indescritíveis que os pesquisadores pensavam ser apenas um mito, até que em 2004 elas foram fotografadas pela primeira vez em seu habitat natural.

Desde que estas lulas gigantes foram descobertas, tem havido uma considerável especulação sobre qual tamanho elas podem chegar. Em uma prévia análise em mais de 130 espécimes, os cientistas descobriram que nenhuma delas excedeu o tamanho máximo de 13 metros de comprimento.

Lula gigante de 9.2 metros encontrada na Noruega em 1954.
Lula gigante de 9.2 metros encontrada na Noruega em 1954.
Estima-se que centenas de milhares de lulas gigantes vivam nas profundezas do oceano, o que sugere que há uma abundância de possibilidades para que lulas gigantes cresçam mais do que os pesquisadores sugerem.

Uma análise estatística sugere que as lulas gigantes podem plausivelmente atingir mais de 20 metros de comprimento. Este novo estudo extrapolou o tamanho máximo que esta espécie pode atingir. Os pesquisadores examinaram uma variedade de categorias de dados, assim como várias amostras de criaturas que estavam disponíveis para estudo.

Veja também:   Por que imprimir mais dinheiro não é a solução para a economia

O estudo também calculou que as lulas gigantes podem atingir mais de 30 metros de comprimento. Muitos cientistas duvidam que lulas gigantes possam ficar tão grandes assim, mas ao mesmo tempo, acreditasse que elas podem chegar a pelo menos 19 metros de comprimento.

Alguns cientistas têm sugerido que partes da lula podem esticar ao longo do tempo, aumentando ainda mais o tamanho do animal.

Para ajudar a resolver essa questão, pessoas na Nova Zelândia e na Espanha, tem recolhido regularmente várias espécimes de lulas gigantes.

Por outro lado, um recente estudo, feito pela revista PeerJ, sugeriu que é da natureza humana exagerar no tamanho dos gigantes do oceano. O estudo descobriu que desde tempos atrás, as pessoas tem o costume de superestimar o tamanho de baleias, tubarões e lulas. E foi destes relatos que muitas das lendas marinhas surgiram, como o já mencionado, Kraken.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com