Caverna subaquática mais profunda da Terra é encontrada

0

Exploradores na República Checa acabam de concluir sua expedição à caverna subaquática Hranická Propast – também conhecida como o Abismo de Hranice. Desde de sua descoberta em 1999, essa é a primeira vez que o Abismo de Hranice recebe a confirmação de que ele, realmente, é a caverna subaquática mais profunda da Terra.

A equipe, que foi liderada pelo mergulhador polonês Krzysztof Starnawski, conseguiu atingir uma profundidade de 404 metros utilizando um veículo operado remotamente (ROV), o que significa que esta caverna de calcário é 12 metros mais profunda do que o Pozzo del Merro na Itália, que é a segunda caverna subaquática mais profunda que conhecemos.

A expedição mais recente, que foi patrocinada em parte pela revista/site National Geographic, é o resultado de mais de dois anos de mergulho. Anos atrás, mais precisamente em 2014, Starnawski pensou que tinha chegado ao fundo da caverna, quando atingiu uma profundidade de 200 metros.

mergulhador-abismo-de-hranice

Como relata Kat Long, jornalista do National Geographic, Starnawski encontrou uma passagem, extremamente estreita, que o levou a um escuro e gigantesco túnel vertical, a qual ele tentou explorar por meio de uma sonda, mas que acabou se perdendo em meio a uma profundidade de 384 metros.

Em 2015, Starnawski fez outro mergulho na caverna, revelando que a passagem que ele havia descoberto e enviado uma sonda anteriormente, tinha se alargado, o que lhe permitiu nadar por ela.

Ao entrar dentro deste escuro abismo, Starnawski conseguiu atingir uma profundidade de 265 metros, onde ele enviou outra sonda, até uma profundidade total de 370 metros, finalmente conseguindo alcançar algo sólido – possivelmente, detritos que haviam caído.

Veja também:   Terremoto no oceano Atlântico pode causar tsunami no Brasil?

Segundo Kat Long, durante a sua ultima expedição, a equipe conseguiu usar um ROV para explorar a caverna, verificando se ela era, de fato, a caverna mais profunda conhecida no mundo, com uma profundidade de 404 metros.

Segundo Starnawski, que liderou a expedição nos últimos anos, ele preparou o equipamento e a rota, dentro e fora do mergulho, para que o ROV pudesse ir além dos limites de um mergulhador humano, assim conseguindo passar através da fenda.

rov-abismo-de-hranice

Para esta expedição, Starnawski teve de mergulhar 200 metros para fixar a diretriz que o ROV seguiria. Após sua equipe implementar o ROV, ele o acompanhou por 60 metros.

A partir desse ponto, a equipe, que estava na superfície, conduziu o ROV através de um cabo de fibra óptica, abaixo da linha de 200 metros onde estava Starnawski. Em seguida, ele desceu para explorar o território desconhecido – até a profundidade recorde de 404 metros.

O ROV, que atingiu incríveis 404 metros, tem um medidor de profundidade, que foi testado e certificado pela comissão estadual, o que garante que as medições foram 100% precisas, garante a equipe.

Embora, a equipe tenha certeza de que o Abismo de Hranice é a caverna mais profunda conhecida no mundo, ainda há muitas coisas que eles querem aprender sobre ela. Os exploradores acham que a caverna de pedra calcária foi criada por borbulhamento da água mineral quente preenchida cheia de dióxido de carbono. O que acabou, lentamente, formando um túnel ao longo do tempo, mas ainda são necessárias mais pesquisas para compreender totalmente sua formação.

Veja também:   Muco de enguia pode ser biomaterial importante no futuro; entenda

Esta caverna é incrivelmente unica, porque ela se assemelha a um vulcão, formado a partir de água mineral quente que borbulha de baixo para cima, ao contrario da chuva, que vem de cima para baixo na grande maioria das cavernas.

Existem provavelmente apenas três cavernas como esta no mundo. Não há nada típico nesta caverna, cada mergulho rende novas descobertas.

Confira abaixo o vídeo de Krzysztof Starnawski mergulhando no Abismo de Hranice:

Fonte | Imagens



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com