Forte sinal de rádio é detectado no espaço e ninguém sabe de onde vem

0

Muitas coisas no universo só podem ser detectadas a partir das ondas de rádio ou micro-ondas emitidas. Cientistas captaram um desses sinais de forte intensidade, mas ninguém faz ideia de sua origem, que parece ser algo extremamente grande e poderoso em algum lugar do universo.

Esses sinais, também chamados de luz invisível ou FRB na sigla em inglês, duram apenas alguns milésimos de segundo, mas são extremamente poderosas. Um desses sinais foi detectado por um sistema de radiotelescópios localizado no estado da Colúmbia Britânica no Canadá e é considerado o mais forte já detectado até hoje, além de ter uma frequência muito mais profunda do que o normal.

As FRBs não possuem nenhum padrão de horário e é muito difícil identificar a sua origem, mas os cientistas explicam que a frequência extremamente grave e a rápida duração, indicam que a origem das ondas de rádio é provavelmente algum tipo de explosão muito brilhante e absurdamente poderosa.

Os principais candidatos a fontes de FRBs são supernovas, buracos negros supermassivos, pulsares e alguns outros poucos objetos e fenômenos conhecidos capazes de produzir algo tão poderoso. No entanto, como é impossível cravar uma origem para esses sinais, alguns pesquisadores não descartam uma origem alienígena para eles. Basicamente, alguém, em algum lugar do universo, pode ter causado esse “barulho” ridiculamente poderoso.

Entendendo o fenômeno

Os FRBs foram detectados pela primeira vez em 2007, sendo portanto uma descoberta científica bastante recente. Desde então, apenas 40 episódios foram registrados, uma quantidade muito pequena para que maiores conclusões possam ser feitas. Isso deve mudar com o avanço dos anos e da tecnologia de radiotelescópios.

Veja também:   Pessoas estão impondo dietas veganas a seus cães; veja consequências

O equipamento que detectou esse sinal mais forte faz parte de um sistema denominado CHIME, que está em operação há apenas um ano. Ele foi feito para detectar sinais de rádio emitidos em um período entre 6 e 11 bilhões de anos atrás, próximo dos primórdios do universo.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com