Frio pode afetar a sua mente; descubra cinco formas

0

O Brasil não é, exatamente, uma referência quando o assunto é frio. A posição geográfica do país faz com que o clima seja, majoritariamente, quente.

No entanto, às vezes os brasileiros conseguem experimentar um pouco de frio. E, intuitivamente, a temperatura influencia em alguns comportamentos humanos, conforme divulgado pelo site Livescience. Da cor de roupa que mulheres utilizam a julgamentos de criminosos – passando por limites de criatividade, entre outros.

Aqui estão cinco maneiras inesperadas que o frio pode influenciar nas pessoas.

O efeito do ‘vestido vermelho’

(Foto: Ed Yourdon / Flickr)
(Foto: Ed Yourdon / Flickr)

O tempo frio pode influenciar nas cores de roupas que mulheres utilizam, mas apenas durante um certo período do mês, de acordo com uma pesquisa publicada em 2013. O resultado parece um pouco machista, mas a ciência, como de costume, buscou fundamentos para se justificar.

A pesquisa mostrou que durante o tempo frio, “as mulheres são mais propensas a usar tons de vermelho e rosa nos dias em que estão ovulando”. Durante o período, que é de libertação de um óvulo do ovário, as chances de uma mulher conceber são mais elevadas.

Embora não seja claro por qual motivo as mulheres fazem isso, alguns pesquisadores acreditam que se trata de apelo sexual instintivo. “Vermelho e rosa são cores que representam uma espécie de sinal sexual”, disse a pesquisadora Jessia Tracy, uma das pesquisadores e professora de psicologia da University Of British Columbia, no Canadá.

Quando os pesquisadores tentaram replicar o estudo no verão, o efeito desapareceu. Ele reapareceu quando eles fizeram um novo estudo durante o inverno, publicado em 2014 na revista PLOS ONE.

“Talvez no verão, quando está mais quente, as mulheres tenham mais maneiras de se vestir de forma mais sedutora”, disse Jessica Tracy. Essa ideia de que as mulheres podem se comportar de forma diferente quando estão ovulando é um tanto controverso, mas a pesquisadora afirma que há ampla evidência para apoiá-lo.

Assassinato a sangue frio

02-justiça

A temperatura ambiente pode influenciar a forma como os criminosos são julgados, de acordo com um estudo de 2014, publicado no PLOS ONE.

Pessoas em quartos frios estavam mais propensas a entenderem os réus como criminosos de sangue frio, cujos crimes foram premeditados, de acordo com o estudo. Em contraste, as pessoas em salas quentes tendem a ver a criminosos como impulsivos.

No estudo, 133 estudantes universitários na Alemanha olharam para oito fotos “mug shot” de pessoas que haviam sido presas. Os alunos escreveram o crime que eles pensavam que a pessoa havia cometido e avaliaram como “impulsivo” ou “premeditado” – tudo isso com base em intuição. Em dias frios, o resultado da intuição foi direcionado para a premeditação do crime.

Filmes românticos

03-tv-filme

Quando está frio lá fora, não há maneira melhor para se esquentar do que se enfiar em um cobertor e assistir a um filme romântico.

O que já sabíamos, na verdade, tem comprovação científica. Quando as pessoas se sentem fisicamente frias, elas tentam obter calor psicológica, disseram pesquisadores em um estudo de 2012 publicado no Journal of Consumer Research.

Durante vários experimentos, os pesquisadores manipularam as temperaturas ambiente e das bebidas de participantes da pesquisa. Em seguida, pediu-se aos participantes para que escolhessem um filme. As pessoas tendem a escolher filmes românticos quando estava frio, os pesquisadores descobriram.

Os pesquisadores também descobriram que os locatários de filmes online escolheram mais filmes de romance quando o tempo estava frio do que quando ele estava quente.

Dilema do prisioneiro

04-prisao

A temperatura pode influenciar o quanto as pessoas confiam em outras, de acordo com um estudo de 2013, publicado na revista Evolutionary Psychology.

Em um experimento chamado “iterated prisoner’s dilemma” (“dilema do prisioneiro iterado”), os participantes foram colocados juntos em uma espécie de prisão. Eles foram informados de que as autoridades não tinham provas suficientes para condenar qualquer um deles, mas cada um foi convidado a testemunhar contra o outro.

Os participantes do estudo que foram convidados a segurar uma mão química mais quente durante o experimento foram duas vezes mais propensos a cooperar uns com os outros (ou seja, eles não iriam testemunhar contra a outra pessoa) em comparação com aqueles que seguraram um bloco de gelo.

É possível que a sensação de calor físico tenha aumentado a confiança interpessoal entre os participantes, disseram os pesquisadores.

Criatividade quente e fria

05-criatividade-escultura

Diferentes tipos de criatividade pode surgir quando uma pessoa sente calor ou frio, de acordo com um estudo de 2014, publicado na revista Acta Psychologica.

Em uma série de experimentos, os pesquisadores descobriram que as pessoas que receberam uma almofada terapêutica aquecida, uma xícara de chá quente ou que estavam em uma sala quente eram melhores em desenho criativo, categorização de objetos e pensamento de ideias para dar presente a outras pessoas.

Mas quando a situação era de frio, os participantes foram melhores em reconhecimento de metáforas, pensamento em novos nomes de massas (isso mesmo) e idealização abstrata de presentes a outras pessoas.

É possível que o calor ajude as pessoas com uma criatividade relacional quente – ou seja, elas podem se sentir psicologicamente mais próxima de outras pessoas e, consequentemente, mais generosa. Em contraste, o frio pode estimular um processamento referencial mais frio, em uma espécie de distanciamento.

“A experiência tátil de calor físico parece ser uma das pistas mais básicas pela qual as pessoas aprendem sobre seu mundo social”, afirmam os pesquisadores.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com