Humanos modernos e neandertais travaram guerra de 100 mil anos

0

Homo sapiens e neandertais não tiveram uma convivência especialmente pacífica.

Na verdade, fala-se em 100 mil anos de guerra intensa e contínua, especialmente no momento em que os sapiens saíram da África e encontraram grandes partes da Europa e Ásia já povoadas pelos neandertais.

Nossos “primos” muitas vezes são considerados inferiores, mas podem não ter sido.

Uma característica que muito provavelmente os neandertais tinham como vantagem sobre nós, era a capacidade de fazer guerra.

Naquela época, as duas espécies não eram tão diferentes assim, compartilhando 99,7% do DNA. A vantagem deles era no físico: se não tinham armas tão sofisticadas quanto as nossas, eram mais fortes e musculosos, ou seja, guerreiros temíveis.

Cientistas acreditam hoje que a expansão do homo sapiens da África para o resto do mundo demorou devido a uma resistência dos neandertais.

Durante cerca de 100 mil anos, os sapiens foram repelidos de volta para o continente africano, sendo frequentemente derrotados em batalhas com lanças rudimentares e porretes.

As duas espécies eram também iguais na capacidade bélica, inclusive para caçar grandes animais. É aí que o físico dos neandertais representava uma vantagem, no combate corpo a corpo.

A vitória viria a duras penas e mesmo assim, é mais provável que tenha sido apenas parcial, com muita miscigenação entre as duas espécies. No fim das contas, as diferenças são bem menores do que acreditamos que eram durante muito tempo.

Como ganhamos a guerra

O mais provável é que os 100 mil anos de guerra contínua contra os neandertais tenham sido, em grande parte, um massacre.

Tanto que ninguém sabe ao certo como os homo sapiens conseguiram virar o jogo, depois de tantas derrotas. O fracasso é comprovado pelo gigantesco número de ossadas de homo sapiens com traumas na cabeça, indicando a ação dos porretes neandertais.

Possivelmente, vencemos por questões estratégicas. Além de conseguirmos, com o tempo, fabricar armas mais eficientes, é provável que os sapiens tenham começado a superar os neandertais em número, o que ofereceu vantagens nas batalhas, ao custo de muitas vidas.

As ferramentas de qualidade superior também devem ter ajudado na caça, fazendo com que as aldeias crescessem e prosperassem mais.

Sabe-se que em lugares como a atual Grécia e Israel, houveram contraofensivas dos neandertais, que continuaram sendo belicamente superiores.

No fim das contas, a estratégia, as armas melhores e os números superiores devem ter sido ajudados pela mistura entre as espécies, fazendo com que nossos parentes fossem absorvidos ao longo da evolução.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com