52 anos depois: investigadores descobrem identidade do assassino do Zodíaco

0

Um grupo formado por investigadores voluntários afirma ter descoberto a identidade do infame Assassino do Zodíaco – um serial killer de São Francisco, na Califórnia (EUA), no final dos anos 1960.

  • Presentes perfeitos para o Dia das Crianças (inclusive as crescidas!). Inúmeras opções em oferta, com descontos imperdíveis e opções de frete grátis. Clica aqui!

De acordo com os detetives, o nome de um dos criminosos mais notórios do mundo seria Gary Francis Poste e ele teria falecido em 2018. No entanto, o FBI não se pronunciou sobre o assunto até o momento.

A investigação da identidade do Assassino do Zodíaco envolveu mais de 40 ex-policiais, profissionais particulares, agentes federais e especialistas forenses – o grupo se intitulou como “Case Breakers” (em tradução livre para português: ‘solucionadores de casos’).

Os detetives afirmam que o Gary tinha o mesmo padrão de cicatrizes e rugas na testa que um esboço policial dos anos 1960, bem como se assemelham com fotos atribuídas ao criminoso, conforme explicam os jornais San Francisco Gate e Fox News.

Quem foi o Assassino do Zodíaco?

Até meados de 1974, a imprensa local recebeu uma série de cartas com criptogramas não-decifrados e enviados pelo serial killer. Desde então, os investigadores se dedicam a contextualizar as mensagens.

Os profissionais afirmam que, ao remover as letras do nome completo de Gary em uma destas cartas, é possível decifrar uma mensagem oculta – essa em que os detetives optam por não detalhar o conteúdo.

Dentre as cartas e seus mistérios, o serial killer afirma ter matado 37 vítimas e apresentou quatro criptogramas distintos, onde dois permanecem sem solução há mais de 50 anos do primeiro crime.

Além disso, o grupo alega encontrar evidências de mais um assassinato encabeçado pelo Assassino do Zodíaco e que ocorreu em 1966 – dois anos antes da primeira morte vinculada a Gary.

A ‘nova’ vítima seria Cheri Jo Bates que foi dada como desaparecida por seu pai e, posteriormente, encontrada em um beco da biblioteca da faculdade municipal com cerca de 42 ferimentos de faca.

Uma dessas evidências seria um relógio de pulso com respingos de tinta encontrado no local do assassinato e a ligação com o fato de que Gary atuava como pintor de casas.

A equipe pressiona a polícia de Riverside a comprar amostras de DNA – mesmo a contragosto do departamento, que afirmou à Fox News que caso de Bates não está relacionado ao Gary.

O caso do Assassino do Zodíaco é lembrado por nunca ter sido solucionado. A história já ganhou filmes e outros produtos na cultura popular.



  • Presentes perfeitos para o Dia das Crianças (inclusive as crescidas!). Inúmeras opções em oferta, com descontos imperdíveis e opções de frete grátis. Clica aqui!
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com