Inventor da World Wide Web diz ter 3 grandes receios sobre o futuro da Web

0

Recentemente, a World Wide Web completou seu 28° aniversário, e seu inventor, Tim Berners-Lee, escreveu uma carta aberta detalhando os maiores riscos que enfrentamos hoje. Desde notícias falsas a publicidade política não regulamentada, tem nos mostrado como os produtos de grandes empresas de tecnologia podem ter efeitos perigosos na política e na sociedade.

World Wide Web (www): Em 12 de março de 1989, o cientista da computação Tim Berners-Lee criava a World Wide Web, o principal serviço dentro da internet que hoje usamos.

Berners-Lee, agora fundador da World Wide Web Foundation, escreveu uma carta aberta discutindo três questões que o tem deixado cada vez mais preocupado sobre sua invenção, e ele acredita que devemos enfrentar estas questões para que a Web possa cumprir seu verdadeiro potencial – ser uma ferramenta para servir a toda a humanidade.

Notícias falsas (Fake News)

Com ápice de notícias falsas sendo cinicamente vendidas para fazer dinheiro rápido e publicidade para sofisticadas campanhas de propaganda política, um grande número de pessoas está cada vez mais preocupado com a propagação da desinformação online.

As redes sociais nos mostrando conteúdos que elas julgam ser importantes para nós, a desinformação ou noticias falsas, que são surpreendentes chocantes ou projetadas para apelar para o nosso viés, podem se espalhar como um incêndio, escreve Berners-Lee.

E com o uso da ciência de dados (data science) e exércitos de bots, aqueles com más intenções podem fazer o sistema espalhar informação errônea para ganho financeiro ou político.

Perda de controle dos dados pessoais

As pessoas estão entregando seus dados pessoais quando criam suas contas em sites, e isso tem preocupado Berners-Lee.

Como nós somos privado do acesso aos nossos dados, perdemos os benefícios que poderíamos ter se tivéssemos controle direto sobre eles, como por exemplo, escolher quando e com quem nossos dados devem ser compartilhados.

Muitas vezes não temos qualquer maneira de escolhermos quais dados não queremos que empresas compartilhem, especialmente com terceiros.

Os riscos são multiplicados em países com regimes autoritários, onde a colaboração entre empresas e governos pode colocar a vida dos cidadãos em risco.

Publicidade política

Berners-Lee argumenta que a publicidade sofisticada moderna está colocando a democracia em risco.

Há indícios de que alguns anúncios políticos nos Estados Unidos e em todo o mundo, não estão sendo usados de forma ética, como por exemplo, apontar os eleitores para sites de noticias falsas.

A publicidade segmentada permite que uma campanha diga coisas completamente diferentes, possivelmente, conflitantes para diferentes grupos. E isso é democrático? Questiona Berners-Lee.

Há um fio comum correndo por todas destas três tendências: O poder de grandes empresas de tecnologia como Facebook e Google pode ter efeitos corrosivos em nossa sociedade civil. E não há uma solução simples para todo este problema.

Berners-Lee sugere desde incentivar as empresas a explorar inscrições e micropagamentos em vez de publicidade, para garantir que temos mais transparência algorítmica em compreender como as decisões importantes que afetam nossas vidas estão sendo feitas, e talvez, criar um conjunto de princípios comuns a serem seguidos.

Foi isso que levou todos nós a construir a Web que temos, e agora cabe a todos nós construir a Web que queremos para todos.
– Tim Berners-Lee

Fonte

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com