Mancha vermelha em Júpiter é um furacão gigantesco do tamanho da Terra

0

Você já parou para observar, em algum momento da sua vida, que existe uma mancha vermelha em Júpiter? O planeta volta a estar em evidência após uma foto publicada pela Nasa na semana passada – a melhor imagem do gigante gasoso já registrada pela astronomia.

A tal mancha ficou bastante evidenciada na nova foto e ela se trata de uma das características mais interessantes do planeta: é um furacão gigantesco, do tamanho da Terra. Além de ser centenário, astrônomos observaram que ele vem diminuindo com o tempo.

O que sabemos sobre a mancha vermelha em Júpiter?

Datam de 1664 os primeiros relatos de avistamento da mancha vermelha em Júpiter. A descrição mais precisa foi atribuída a Giovanni Cassini, em 1665. Desse dado, já podemos inferir que o furacão tem – no mínimo – 355 anos de idade.

Ninguém sabe exatamente por que o enorme furacão vem diminuindo com o passar dos anos, mas é fato que isso acontece. O fenômeno já foi relatado como bem maior, com cientistas estimando que caberiam entre dois ou três planetas Terras dentro do furacão há cerca de 20 anos. Atualmente, fala-se em apenas uma Terra – e isso ainda é um tamanho assustador!

Os cientistas estimam que a mancha vermelha deverá ficar vez menor. Ainda, talvez isso passe a acontecer mais rápido, visto que o atual nível de encolhimento registrado é maior do que nos últimos anos.

Desde 2014 a agência espacial norte-americana vem fazendo imagens frequentes dos gigantes gasosos do Sistema Solar. O programa objetiva monitorar a dinâmica da alta atmosfera desses planetas.

Veja também:   Sol vermelho e céu cinzento chamam a atenção em todo o Brasil



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com