Laptops, tablets e outros eletrônicos podem ser banidos de voos internacionais

0

Autoridades dos Estados Unidos pretendem proibir computadores portáteis (laptops), entre outros eletrônicos, na cabine de todos os voos internacionais do mundo. Também ficaria terminantemente proibido despachar esse tipo de aparelho nas bagagens, junto a roupas e outros itens.

A recomendação é da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) e, acredite se puder, não é assim tão absurda. Tanto é que a ONU já prometeu avaliar a proposta dentro das próximas semanas.

A proposta surge em resposta à preocupação das baterias de íon-lítio que esses dispositivos costumam carregar. Em estudos, a FAA descobriu que quando os eletrônicos “esquentam” dentro das malas, eles correm risco de combustão – principalmente se estiverem próximos a latas de aerossol (desodorantes) ou de shampoos secos.

O próprio órgão admite que, até hoje, nunca foi registrado nenhum caso grave desse tipo. A explicação é que os passageiros costumam carregar os objetos no colo ou nas mãos.

A FAA publicou um documento com os resultados dos testes e recebeu endosso das agências de aviação europeias.

Apesar de assumir como “secundária” uma preocupação com o terrorismo, soa um pouco estranho o estudo surgir poucos meses após autoridades dos EUA e também do Reino Unido tentarem banir definitivamente os eletrônicos de todos os voos.

Sabendo que nunca houve nenhum caso de incêndio ou explosão proveniente de notebook, a estratégia parece ser apenas um caminho mais rápido para conseguir o que sempre quiseram: a proibição dos eletrônicos na tentativa de diminuir ameaças terroristas.

Histórico de laptops proibidos em voos

Em março, o governo dos EUA proibiu os passageiros provenientes de nove países árabes de transportar laptops, tablets e outros dispositivos eletrônicos maiores que um celular na cabine. Posteriormente, os EUA indicaram que essas restrições poderiam ser estendidas para outras regiões, incluindo a Europa.

Em maio, o secretário de Segurança Interna dos EUA, John Kelly, em entrevista à Fox News, afirmou que o país estaria trabalhando em uma proibição total aos eletrônicos.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com