Maior serial killer dos EUA é descoberto e número de mortes impressiona

0

Histórias de serial killer não são incomuns nos Estados Unidos, mas nenhum deles supera Samuel Little, que atualmente tem 79 anos. O FBI confirmou recentemente que já é o maior serial killer dos Estados Unidos, com um número de vítimas que pode chegar a incríveis 93. A aparência tranquila e inofensiva do agora velhinho Little deve ter enganado bastante gente ao longo de sua vida.

Segundo a polícia federal americana, Little matou no mínimo 50 vítimas, todas mulheres, entre os anos de 1970 e 2005. Sua preferência era por mulheres vulneráveis, a maioria negra, geralmente prostitutas ou usuárias de drogas, das quais ele conquistava a confiança antes de cometer os assassinatos. O maior serial killer da história americana acreditava que jamais seria pego justamente por suas vítimas serem praticamente ignoradas pela sociedade.

Ex-pugilista, ele costumava desferir socos no rosto das vítimas antes de estrangulá-las. Little fica ofendido sempre que é chamado de estuprador, mas sinais de estupro foram encontrados em quase todas as suas vítimas. O que provavelmente acontecia é que ele só conseguia obter satisfação sexual ao estrangular as mulheres, embora negue, dizendo que sofre de impotência sexual. Muitos dos corpos das vítimas nunca foram encontrados.

Números reais

Ao todo, são 50 as vítimas confirmadas de Little. Ele cumpre prisão perpétua desde 2012, mas confessa ter matado outras 43 pessoas além das confirmadas pelo FBI, que ainda está investigando os outros supostos casos, que totalizariam 93. Little detalhou alguns dos assassinatos de forma minuciosa e jamais mostrou arrependimento por tudo o que fez.

Veja também:   Oxigênio em excesso matou seres vivos na Terra, revelam estudos

Ele foi preso no estado do Kentucky em 2012, sob a acusação de porte de drogas. No entanto, sua ficha policial era grande, incluindo assaltos e estupros, e os investigadores associaram o perfil de Little a alguns assassinatos não resolvidos na década de 80. Tudo então fez sentido. O maior serial killer da história dos EUA é descrito pelos policiais como “carismático”. Segundo eles, fala dos crimes com empolgação e chega a rir lembrando das cenas.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com