Ex-Miss Universo apresenta sintoma raro e bizarro da Covid-19

0

A variante Ômicron da Covid-19 já está se tornando a mais comum do novo coronavírus e, com ela, alguns sintomas diferentes também vão chegando.

  • Volta às aulas 2022! Antecipe as compras escolares em até 10x sem juros, até 55% de desconto e frete grátis! Clique aqui.
  • Amazon Prime: frete GRÁTIS, filmes, séries e mais por R$ 9,90/mês. Assine agora!

Embora não seja tão agressiva quanto outras variantes, a Ômicron tem uma capacidade de infecção muito maior, o que faz com que o cuidado com máscara, álcool em gel e distanciamento social seja ainda mais necessário agora.

Olivia Molly Rogers, australiana que já foi Miss Universo, testou positivo pra Covid-19 recentemente e, mais precisamente, para a variante Ômicron.

Ela está bem de saúde, se recuperando, e relatou sua experiência em seu perfil no Instagram, chamando a atenção para um detalhe no mínimo inusitado a respeito dos sintomas que tem sentido.

Além dos sintomas comuns, que envolvem perda de olfato e paladar, dor de garganta e algumas dores pelo corpo, Rogers também descreveu um sintoma raro, mas que seus médicos confirmaram ter relação com a Covid-19: a mulher afirma que não consegue parar de arrotar com muito mais frequência do que o normal.

Segundo ela, esse é o efeito que o vírus causa no sistema gastrointestinal e, embora seja inofensivo, certamente é incômodo. Além disso, ela também teve febre, tosse seca e irritação nos olhos, sintomas mais comuns e já esperados para qualquer variante de Covid-19.

Rogers está vacinada, o que também colabora para que sua infecção seja menos perigosa do que normalmente seria e como tem sido observado em não vacinados.

Covid-19 e sintomas estomacais

Embora sejam mais raros e menos sérios, os sintomas relacionados ao estômago e intestino também têm sido observados em casos de Covid-19 desde o início da pandemia.

A produção de gases pode ficar maior, o que causa uma sensação de estufamento, além dos citados arrotos constantes da australiana.

Um número menor de pessoas também sofreu refluxo gástrico, náuseas, ânsia de vômito, diarreia e outros.

Ao todo, estima-se que 53% dos infectados possuam algum sintoma relacionado ao sistema digestivo, embora não seja o maior problema que a Covid-19 pode causar.



  • Volta às aulas 2022! Antecipe as compras escolares em até 10x sem juros, até 55% de desconto e frete grátis! Clique aqui.
  • Amazon Prime: frete GRÁTIS, filmes, séries e mais por R$ 9,90/mês. Assine agora!

Deixe um Comentário

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com