Moda de cheirar chocolate ganha adeptos na Europa

0

A maior parte dos seres humanos adora chocolate. Um dos mais populares do mundo, o doce feito a base de cacau está presente, especialmente, na cultura ocidental.

Enquanto o hábito de comer o chocolate continua sendo o mais convencional, há um grupo de pessoas na Europa adepto a uma nova tendência: cheirar chocolate. Isso mesmo: inalar o doce ao invés de ingeri-lo.

A ideia ganhou força nos últimos anos, após jovens perceberem que cheirar pó de cacau pode ser uma alternativa “saudável” com relação a drogas. Quem aspira, consegue obter efeitos semelhantes a de substâncias proibidas, só que sem estar fora da lei e sem, supostamente, prejudicar a saúde.

Estima-se que a ideia tenha nascido em 2007, a partir do chocolatier belga Dominique Persoone. Ele inventou a máquina para cheirar chocolate em pó da mesma forma que se inala cocaína.

A máquina de cheirar chocolate foi vendida para mais de 25 mil pessoas, segundo a Chocolate Line, empresa de Dominique Persoone. A mistura presente no aparelho tem pó de cacau, hortelã e gengibre.

A moda de cheirar chocolate ganhou força em festas na Alemanha e no norte da Europa. Uma balada em Berlim, capital alemã, sequer serve bebidas alcoólicas: o local, chamado Alchemy Eros, serve somente “remédios estimulantes”, como o pó de cacau.

Efeitos

Comer chocolate já traz efeitos para o ser humano. Cheirar, então, potencializa algumas das propriedades oferecidas.

O cacau fornece uma espécie de injeção de endorfina no sistema cardiovascular. Com isso, cheirar chocolate resulta, inicialmente, em euforia e empolgação.

A substância também tem magnésio, que atua como um relaxante muscular, e flavonoides, que melhoram a função cognitiva. O chocolate amargo, que costuma ter mais cacau em sua composição, também traz benefícios enquanto se pratica exercícios físicos, por dar agilidade e eficácia.

Cheirar chocolate traz problemas?

Mesmo não sendo uma droga como as outras, o chocolate inalado pode trazer efeitos colaterais. Ainda não há ocorrências de pessoas viciadas e, consequentemente, não há estudos sobre os problemas.

No entanto, cheirar chocolate pode se tornar uma atitude viciante em função de suas propriedades. Se até comer chocolate pode se tornar algo compulsivo, o ato de inalar também pode trazer um problema semelhante.

Além disso, há a insegurança do procedimento, pois chocolate foi feito para ser comido. É uma substância tóxica e estranha para o corpo humano como qualquer outra droga.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com