Morre, aos 43 anos, a aranha mais velha do mundo

0

Os pesquisadores da Curtin University, na Austrália, estão de luto: eles anunciaram a morte da aranha mais velha que se tem conhecimento. Número 16, como foi apelidada, viveu até os 43 anos de vida.

A aranha mais velha do mundo era da espécie Giaus Villosus, conhecida como aranha-alçapão. Ela foi vista pela primeira vez pela cientista Barbara York Main no ano de 1974. Desde então, foi acompanhada por Barbara e outros cientistas em um estudo populacional de longa duração.

“Até onde sabemos, ela foi a aranha que viveu por mais tempo. Sua vida longa nos possibilitou conhecer a fundo o comportamento e a dinâmica de sua espécie”, disse Leanda Mason, uma das autoras do estudo, ao site da Curtin University.

A Número 16 superou o recorde anterior, que era de uma tarântula, localizada no México, que viveu até os 28 anos de idade. “O estudo envolvendo essa aranha é um exemplo de como acompanhar a vida selvagem em seu habitat natural. Por meio dessa pesquisa, podemos prever como as mudanças climáticas devem impactar essa espécie”, falou Wardell-Johnson, professor associado da pesquisa.

“Nós estamos desolados. Esperávamos que ela chegaria aos 50 anos”, contou Leanda Mason, em entrevista ao jornal britânico The Telegraph.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com