Pela 1ª vez, Uber mostra conceito de seus carros voadores

0

A Uber apresentou, no primeiro dia do II Encontro Anual Uber Elevate, foi apresentada uma série de novos avanços e parcerias que estão ajudando a lançar a primeira rede de aviação urbana do mundo. Os carros voadores da empresa, chamados de uberAIR, devem virar realidade já na próxima década.

Seis meses depois de anunciar que Los Angeles seria uma das primeiras cidades dos Estados Unidos a receber o serviço, a empresa reforçou suas parcerias com importantes fabricantes e empresas de tecnologia que trabalham com o objetivo de lançar demonstrações de voos em 2020 e viagens comerciais até 2023.

“Hoje, a segunda edição do Encontro Anual Uber Elevate apresentou os avanços das indústrias de aviação em muitas frentes necessárias para tornar o uberAIR uma realidade em 2023. Isso inclui vários designs de veículos, tecnologia de baterias, de fabricação e um ‘sistema operacional’ que possibilitarão operações ecologicamente corretas em escala e permitirão que as cidades melhorem radicalmente suas malhas de transporte. Esse gigantesco esforço para “conseguir um voo ao toque de um botão” só poderá ser alcançado por meio de uma parceria estreita entre os setores público e privado, e é exatamente disso que se trata o Encontro do Elevate”, disse Jeff Holden, Diretor de produtos da Uber.

A Uber não fabricará os veículos, mas trabalhará com os líderes do setor para produzir aeronaves de pouso e decolagem verticais (VTOL, sigla em inglês) que usarão a rede uberAIR. Alguns dos principais anúncios do primeiro dia do Encontro incluem:

  • Novo Modelo de Referência Comum do uberAIR: A Uber apresentou um novo modelo de referência comum do uberAIR que voará a mais de 1.000 pés do solo, a uma velocidade de 150-200 milhas por hora. O modelo conta com quatro conjuntos de hélices elétricas dedicadas à decolagem e aterrissagem verticais, que tornarão a aeronave mais segura e ajudarão a reduzir o ruído, tornando-a significativamente mais silenciosa do que os helicópteros existentes. 

  • A Embraer apresentou seu primeiro modelo de VTOL: O novo Embraer X marca uma nova direção para a empresa, que já projetou, desenvolveu e certificou cerca de 50 modelos de aeronaves, entregando mais de 8.000 aeronaves para 100 países. 

  • Novo modelo conceitual da Pipistrel: A Pipistrel, fabricante do primeiro avião elétrico no mundo, aprovado pela FAA (sigla em inglês para Administração Federal de Aviação dos EUA), o Alpha Electro, um novo modelo conceitual que utiliza sistemas de propulsão dedicados tanto para cruzeiro quanto para elevação vertical. 

  • A Karem Aircraft se une como uma nova parceira de veículos para a Elevate: a Uber e a Karem irão trabalhar juntas em seu mais recente avião Butterfly, um veículo aéreo de rotor basculante quádruplo com quatro grandes rotores montados nas asas e na cauda. Esses projetos resolvem o dilema entre a eficiência de flutuação ou de cruzeiro, permitindo a sustentação, mas com a criação de um veículo 100% elétrico muito mais silencioso para o uberAIR. 

  • Novo acordo de pesquisa com o Exército dos EUA: Para ajudar a criar novos sistemas de rotores mais silenciosos e de melhor desempenho que serão usados no modelo de referência comum, a Uber e o Comando de Pesquisa, Desenvolvimento e Engenharia do Exército dos EUA assinaram um Acordo de Pesquisa e Desenvolvimento Cooperativos (CRADA, sigla em inglês) e uma Declaração de Trabalho Conjunto (JWS, sigla em inglês). Este acordo inclui financiamento e desenvolvimento conjuntos de pesquisa para criar a primeira hélice corrotativa empilhada para uso; um novo conceito com dois rotores, um em cima do outro, que giram na mesma direção e são significativamente mais silenciosos para um veículo voador. 

  • Nova parceria de tecnologia de baterias com a E-One Moli: Os veículos elétricos de VTOL precisarão de uma nova tecnologia de baterias para poder realizar dezenas de viagens com uma única carga e conseguir uma recarga rapidamente. No Encontro deste ano, a Uber anunciou uma parceria com E-One Moli (Moli) para o desenvolvimento de baterias para aeronaves eVTOL. A Moli trabalhará em estreita colaboração com a equipe de baterias da Uber, liderada por Celina Mikolajczak, para desenvolver células de bateria que possam ser usadas em futuros protótipos com parceiros de veículos. 

  • ChargePoint lança um conceito de design para carregadores de eVTOL: a ChargePoint, a principal e mais aberta rede de carregamento de veículos elétricos do mundo, lançou hoje o primeiro design conceitual para carregamento de dois megawatts de alta potência de aeronaves e caminhões elétricos, incluindo aeronave elétrica de decolagem e pouso vertical (eVTOL).

  • Uber anuncia uma segunda Lei Espacial com a NASA: Após seu primeiro acordo em novembro de 2017, a Uber anunciou um segundo acordo espacial com a NASA. A pesquisa da NASA sobre conceitos e tecnologias de UAM (sigla em inglês para mobilidade aérea urbana) gerará os dados necessários para apoiar a criação de padrões da indústria, regras e procedimentos da Administração Federal de Aviação (FAA, sigla em inglês) e outras regulamentações. 

Veja também:   Sol vermelho e céu cinzento chamam a atenção em todo o Brasil

Para comandar o programa Uber Elevate, a Uber divulgou recentemente a contratação de Eric Allison, que chefiou anteriormente a Zee.Aero. Ele se junta à Uber após a contratação de Celina Mikolajczak vinda da Tesla, e dos veteranos da NASA Mark Moore e Tom Prevot, que foram nomeados no ano passado.

O segundo dia do Encontro contará como o lançamento dos projetos Skyport de importantes empresas de arquitetura, painéis sobre desafios regulatórios e um bate-papo de encerramento com o CEO Dara Khosrowshahi.

* Com material de divulgação.

 



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com