Pela genética, cientistas finalmente descobrem de onde vêm os ruivos

0

Até pouco tempo atrás, acreditava-se que o cabelo ruivo era originado de um gene específico passado tanto pelo pai quanto pela mãe. Um novo estudo de genética mostrou que são 8 os genes responsáveis pelas características das pessoas ruivas, sendo portanto algo muito mais abrangente e que ajuda a explicar a presença de ruivos em famílias onde eles não são muito comuns.

A pesquisa foi realizada por cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, e contou com os dados de 350 mil pessoas cadastradas em um banco de informações biológicas mantido pelo Reino Unido. “Conseguimos usar o poder do Biobanco do Reino Unido, um estudo genético enorme e único de meio milhão de pessoas na Grã-Bretanha, o que nos permitiu encontrar esses efeitos”, explicou o professor Ian Jackson, geneticista e membro do conselho de pesquisa médica da Universidade de Edimburgo.

O estudo mostrou que o gene MC1R, que era considerado o único responsável pela característica coloração dos cabelos ruivos, na verdade é ativado ou desativado por outros 8 genes, que regulam também as diferenças genéticas entre loiros e morenos, que chegam a possuir 200 genes entre si. Esses genes regulam não só a tonalidade do cabelo, mas também a textura e a forma como ele cresce, definindo os cabelos lisos, cacheados e todos os outros tipos.

Seres humanos únicos

Os ruivos representam uma minoria entre os seres humanos e providencialmente a Escócia, local onde foi realizado o estudo, é o país com maior ocorrência deles. A pesquisa ajuda a entender melhor a genética humana e certamente o Biobanco do Reino Unido teve papel crucial nessa descoberta.

Veja também:   Por que os ossos estalam - e quando isso é um mal sinal

Melanie Welham, presidente-executiva do Conselho de Pesquisa em Biotecnologia e Ciências Biológicas, exaltou a parceria entre a Universidade de Edimburgo e o Biobanco. “Mais uma vez, a pesquisa colaborativa está ajudando a fornecer respostas para algumas das questões importantes da vida. BBSRC tem o prazer de ajudar a apoiar o maior estudo genético da cor do cabelo e, com isso, fornecer alguns insights fascinantes sobre o que nos torna indivíduos tão distintos”, disse.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com