Pink Floyd, Beyoncé e Trump são homenageados com nomes de animais

0

A cultura pop está invadindo a ciência – e está fazendo com que estudar fique cada vez mais divertido. A ‘moda’ de batizar espécies de animais com nomes de celebridades tem ganhado cada vez mais força nos últimos tempos.

No passado, as espécies de animais costumavam ser nomeadas com referências a locais de habitação, características físicas ou até cientistas que as descobriam. Os nomes que estudamos nas escolas, por exemplo, não eram nada ‘cool’.

A tendência em nomear espécies de forma distinta, contudo, ganhou força nos últimos anos. “Celebridades como roqueiros, cantores, atores e mesmo personagens fictícios passaram também a ser homenageadas”, disse o biólogo Giuseppe Puorto, membro do Conselho Regional de Biologia (SP, MT e MS).

Exemplos

Os exemplos estão cada vez mais numerosos na ciência. Há, por exemplo, uma mariposa nativa da Califórnia, que tem um topete loiro. Por isso, foi chamada de Neopalpa donaldtrumpi, em homenagem ao presidente norte-americano Donald Trump.Outra nova espécie, desta vez de camarão, foi batizada em homenagem ao Pink Floyd por pesquisadores. O nome científico do animal é Synalpheus pinkfloydi. A escolha ocorreu por dois motivos: além dos estudiosos serem fãs da banda, houve a “brecha” causada pela cor do camarão – as garras do crustáceo em questão são da cor rosa – “pink”, em inglês.

Synalpheus pinkfloydi (Foto: Arthur Anker)
Synalpheus pinkfloydi (Foto: Arthur Anker)

Por sua vez, Beyoncé nomeou uma mosca e não uma abelha, diferente do que sugere a letra de uma de suas músicas – “queen bee”. Uma roupa utilizada pela cantora, no clipe de “Bootylicious” (Destiny’s Child), influenciou o “batismo”. O animal em questão tem o abdome inferior dourado e foi chamado de Scaptia beyonceae.

Veja também:   Cadáveres se mexem até um ano depois da morte; entenda os motivos

beyonce



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com