Qual foi o pior ano para se viver na história da humanidade? Cientistas explicam

0

Quem está vivendo a época atual, com a pandemia, pode até pensar que 2021 é o pior ano possível para se estar vivo.

Outros podem lembrar dos anos de guerra, ou até de desastres do passado, mas pesquisadores chegaram a uma conclusão sobre qual foi o pior ano para se viver na história da humanidade. Estranhamente, trata-se de uma data pouco lembrada pelos “pessimistas profissionais”.

Mesmo com duas guerras mundiais, pandemias e todo o tipo de desgraça nos dois últimos séculos, arqueólogos e historiadores chegaram a conclusão de que o pior ano para se estar vivo na história da humanidade foi 536.

E o motivo nem é exatamente alguma guerra ou desastre maior, mas sim o clima, que ficou estranhamente mais frio e com menos Sol a partir desse ano.

Segundo estudos em camadas de gelo profundas na Antártida e Groenlândia, além da análise dos anéis de árvores centenárias, isso foi causado por um evento sísmico de grandes proporções, com várias erupções simultâneas.

As cinzas expelidas acabaram cobrindo os céus em boa parte do mundo, dificultando o acesso dos raios solares e diminuindo a temperatura global.

Uma nova onda de erupções em 540 teria prolongado o problema ainda mais e no ano seguinte, começaria a chamada Praga de Justiniano, não porque foi causada ou tem relação com o imperador Bizantino, mas porque surgiu durante seu reinado.

“E não é só isso…”, como diria uma famosa propaganda de TV.

Poluição fresquinha no pior ano da história

A mesma época, na análise das árvores e do gelo, mostra também que foi por esses anos que a humanidade começou a criar e lidar com um problema totalmente novo para a época, mas bem conhecido e familiar dos tempos atuais: poluição.

Na época, o problema não eram gases e resíduos industriais, mas o chumbo.

O minério de prata era retirado do chumbo encontrado na natureza e o processo fez com que poeira desse metal pesado fosse mais presente no ambiente. Isso trouxe mais doenças e problemas, como se frio, fome e doenças não fosse o suficiente.

Quem estava vivo em 536 teve o “privilégio” de assistir ao início desse verdadeiro caos, do qual o mundo demoraria alguns anos para se recuperar, se é que deu tempo de realmente fazer isso.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com