Por que para os astrônomos o ano começa no dia zero de janeiro? Saiba

0

Nem todos consideram o dia 1 de janeiro como o primeiro dia do ano. Para os astrônomos, o ano começa efetivamente em 0 de janeiro. Mas de onde veio essa data? Por que isso acontece?

O nosso calendário, chamado calendário gregoriano, começa a contar a partir do 1. O ano 1 d.C. (depois de Cristo), foi o primeiro ano após 1.a.C. (antes de Cristo), não havendo um ano zero entre eles. Isso gerou confusão na virada de 1999 para 2000, quando surgiu a dúvida se o ano novo seria o primeiro do século XXI ou o último do século XX. No caso, a segura opção era a correta.

O que os astrônomos fazem é simplificar o cálculo de tempo, corrigindo o calendário. Mundo Jorge Núñez de Murga, professor do departamento de Astronomia e Meteorologia da Universidade de Barcelona e diretor do Observatório Fabra falou à BBC sobre a confusão das datas, mas explica o raciocínio. “O primeiro dia de 2018 chamaremos de 1 de janeiro, mas tecnicamente não haverá transcorrido um dia inteiro dentro desse ano”, disse.

“Numeramos os dias em ordinais, chamamos de primeiro dia do ano, de segundo…”, continua o professor. Ele explica que não existe dia 0 da mesma forma que não existe a posição 0 em um ranking. A solução dos astrônomos para o cálculo de tempo é revelada por Núñez de Murga. ”É muito simples. O zero de janeiro é o 31 de dezembro do ano anterior”, explica.

O astrônomo explica que ao meio-dia de 1 de janeiro, ainda não terá se passado um dia inteiro, que só será completo a meia-noite, quando se tornará 2 de janeiro. Trata-se, portanto, apenas de uma diferença na nomenclatura dos dias.

Veja também:   Polícia descobre que enorme carga de droga apreendida nos EUA era açúcar

Mudanças no calendário?

O especialista afirma que haveria uma forma de resolver esse dilema. “Se todos os meses fossem do dia 0 ao 30, não haveria esse problema”, diz. Porém, não será necessário. O zero de janeiro só é útil para cálculos astronômicos e as informações são convertidas para o calendário normal quando divulgadas para o público leigo.

Núñez de Murga afirma também que com o advento dos computadores, os cálculos ficaram muito mais fáceis, tornando-se menos importante o uso dessa alteração. Porém, ele completa dizendo que o conceito de zero de janeiro continua existindo.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com