Por que zebras têm listras? Ainda não há resposta, mas novo estudo ajuda

0

Se existe um mistério da natureza que intriga muita gente é a origem das listras das zebras. Muitos especialistas ainda não conseguiram compreender como que elas surgiram nos animais. Mas um estudo feito na Hungria acabar de descartar uma possibilidade que já foi muito comentada, o que pode ajudar a responder essa pergunta no futuro.

Esse estudo nega que as listras das zebras têm como grande finalidade regular sua temperatura corporal, ao contrário do que alguns especialistas imaginavam.

Essa ideia surgiu por conta do fato de que o preto e o branco absorvem a luz e o calor de formas bem distintas, o que poderia afetar a circulação do ar na pele das zebras e refrescá-las com maior facilidade.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade Eotvos Loránd, na Hungria, liderada pelo professor Gábor Horváth, decidiu descobrir se isso é verdade ou não. E utilizaram um método interessante e simples: cobriram barris cheios de água com a pele de vários animais, como cavalos, vacas e, claro, das zebras.

Os barris do experimento. Fonte: Horváth et al./Scientific Reports
Os barris do experimento. Fonte: Horváth et al./Scientific Reports

Os barris ficaram expostos no ambiente por quatro meses, enquanto a temperatura da água era medida constantemente. No entanto, ao analisarem os resultados finais, os pesquisadores notaram que não havia grandes diferenças entre o barril com a pele de zebra e os demais, o que refuta a possível origem que é citada por muitos especialistas.

Por mais que o estudo tenha negado essa afirmação, ele foi importante para ajudar a solucionar a dúvida a respeito da origem das listras das zebras. Agora, restam apenas duas hipóteses, que são as mais aceitas entre especialistas.

A primeira é que as listras das zebras podem produzir uma espécie de ilusão de ótica que pode enganar predadores enquanto os animais estão correndo.

E a segunda é que as listras podem ajudar a impedir que os mosquitos suguem o sangue dos animais. Um estudo feito em 2012 (que tinha a participação de Horváth) descobriu que a maneira que as listras refletiam a luz do sol ajudava a espantar mosquitos e outros insetos.

Sim, a resposta para essa dúvida ainda está um pouco longe de surgir, mas as possibilidades estão diminuindo aos poucos. Quem sabe ela não aparece um dia.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com