Qual foi o pior ano da história para a humanidade? A ciência explica

0

Sabemos que ao longo da história, a humanidade já passou por uma série de perrengues, como doenças, fome, guerras, desastres naturais, entre várias coisas. E você já deve ter se perguntado qual foi o pior ano da história para nós, seres humanos. Se você sempre teve essa curiosidade, uma resposta acaba de ser dada em uma pesquisa da prestigiada Universidade de Harvard.

Você deve imaginar os melhores anos para esse posto são 1347, quando teve início a Peste Negra que dizimou toda a Europa; 1939 a 1945, período da Segunda Guerra Mundial ou 1918, marcado pela epidemia de Gripe Espanhola que matou muita gente mundo afora.

Mas de acordo com a pesquisa, o pior ano da história para a humanidade foi 536, por incrível que pareça.

“Foi o início de um dos piores anos para se viver, se não foi o pior”, disse o historiador Michael McCormick, líder do estudo.

536 não foi um ano marcado por pragas, genocídios ou conflitos de destaque. No entanto, algo estranho aconteceu no céu no nosso planeta: uma enorme nuvem de poeira apareceu e encobriu o sol. As temperaturas baixaram e causaram um verdadeiro caos no planeta: secas, perda de plantações, neve no verão chinês e uma fome que afetou todo o planeta.

Existe um relato do historiador bizantino Procópio, em que o próprio afirma que o sol deixou de brilhar no céu da forma costumeira justamente neste ano de 536.

Sempre existiu a suspeita de que erupções vulcânicas catastróficas foram as responsáveis por causar esse caos em 536. E essa previsão se confirmou: análises feitas com núcleos de gelo (amostras removidas de camadas profundas de geleiras) removidos de uma geleira na divisa da Suíça com a Itália encontraram resquícios de cinzas vulcânicas.

Veja também:   De Código da Vinci a 50 Tons de Cinza: 10 livros banidos no século 21

Análises feitas em geleiras na Antártida e na Groenlândia também revelaram que uma segunda série de erupções vulcânicas semelhantes ocorreu no ano 540, o que só piorou a situação da humanidade.

E não pense que os pesquisadores estão exagerando: os efeitos foram sentidos pela humanidade pelos 100 anos seguintes. A situação só foi melhorar em 640, ano que os núcleos de gelo não apresentaram mais resquícios das cinzas vulcânicas, mas sim de chumbo.

Tudo por conta do fato da humanidade ter voltado a produzir moedas, a partir do minério de chumbo. Um claro sinal de que a economia mundial, enfim, começou a se recuperar desses tempos difíceis.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com