Se macacos pudessem falar, como eles soariam?

0

Provavelmente, você já se peguntou por que os macacos não podem aprender novas vocalizações, como os sons da fala humana por exemplo, mas agora os cientistas acham que encontraram a resposta para esta recorrente pergunta.

Sabemos por meio de exames de raios-X, que os tratos vocais dos macacos são flexíveis o suficiente para produzir uma ampla gama de sons que podem compor milhares de palavras distintas. Isso significa que a razão pela qual os macacos não são capazes falar, provavelmente, está relacionada com o funcionamento de seus cérebros, ao invés de quaisquer limites físicos em sua anatomia vocal.

Pesquisadores das universidades de Princeton e Viena, sugerem que uma forma básica de linguagem falada, poderia ter evoluído em qualquer ponto da evolução dos nossos parentes primatas, sem mudanças necessárias na anatomia vocal.

Os pesquisadores explicam que durante quatro décadas, a incapacidade de primatas não-humanos em produzir sons, como os da fala humana, estava ligada a limitações na anatomia de seu aparelho vocal. Uma conclusão que foi baseada em moldes de gesso feito a partir do trato vocal de um cadáver de macaco.

Nossas descobertas implicam que a evolução das capacidades da fala humana exigiram alterações neurais ao invés de modificações na anatomia vocal.

Mas nesta recente pesquisa, os cientistas foram mais a fundo do que os pesquisadores anteriores da década de 1970. Nesta pesquisa eles usaram vídeos de raios-X gravados a partir de 99 diferentes traços do trato vocal.

  Os 10 hábitos mais estranhos do seu cérebro

macaco-raio-x

Os pesquisadores dizem que, usando macacos vivos em vez de usar apenas cadáveres analisados em estudos anteriores, os resultados são muito mais precisos.

Eles também admitem que a “conversa de um macaco” pode não parecer nada com a conversa humana, mas a habilidade vocal para formar cinco vogais e várias consoantes comuns está lá presentes.

Para demonstrar isso, eles desenvolveram um modelo feito no computador com base em dados de raios-X dos macacos, e o usaram para sintetizar algumas frases se um macaco as “dissesse”.

Abaixo, você pode ouvir o resultado que gerou um áudio, um tanto estranho, para não dizer assustador, de um macaco simulado perguntando: “Will you marry me?” (Você quer se casar comigo?). Confira:

Como observaram os pesquisadores, os macacos não são capazes de produzir sons como a fala humana, mesmo se forem treinados desde o nascimento – mas se sua anatomia vocal é perfeitamente capaz, então algo mais deve estar os impedindo de alcançar tal feito.

Segundo o pesquisador Asif Ghazanfar, da Universidade de Princeton, os macacos têm uma anatomia vocal pronta para a fala, mas não um cérebro pronto para falar.

Agora precisamos descobrir por que o cérebro humano é capaz de produzir uma linguagem e o cérebro do macaco não.

Responder essa pergunta é algo para um novo estudo, mas os pesquisadores dizem que suas atuais descobertas podem se aplicar a outros primatas africanos e asiáticos também, conhecidos como macacos do “Velho Mundo”.

  8 terríveis invasões de cobras que causaram surpresa e espanto

Fora que uma pesquisa como esta, poderia apontar o caminho de como a fala humana evoluiu ao longo do tempo. Comparando o cérebro de um macaco ao cérebro de um ser humano, os pesquisadores poderiam descobrir onde a evolução nos deu a vantagem da vocalização.

Da mesma forma, o modelo usado pelos pesquisadores também poderia beneficiar outras pesquisas sobre o que acontece no cérebro humano quando as pessoas se tornam incapazes de falar normalmente, por lesões ou por outras causas.

Segundo a psicóloga Laurie Santos, da Universidade de Yale, que não estava envolvida na pesquisa, este novo resultado nos diz que ainda há um grande mistério sobre a origem da fala humana.

Este estudo pode abrir novas portas para encontrar a chave da singularidade da capacidade de linguagem incomparável dos seres humanos.

Fonte



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com