Site registra aumento de apostas que Trump sofrerá impeachment nos EUA

0

A notícia de que o ex-conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca Michael Flynn pretende depor contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no âmbito da investigação da suposta interferência do governo russo na eleição presidencial americana fez com que as apostas para o impeachment de Trump saltasse nas últimas horas, de acordo com o site de apostas PredictIt.

Por volta das 16h20 (de Brasília), os investidores acreditavam que Trump tem 42% de chances de sofrer impeachment em seu primeiro mandato, enquanto nos dias anteriores essa possibilidade estava pouco acima de 30%. Ainda de acordo com o PredictIt, as chances do presidente americano sofrer impeachment até o fim do próximo ano subiram de 18% para 25%.

Flynn diz que mentiu

Michael Flynn deu declarações falsas em depoimento ao FBI, de acordo com o processo do conselheiro especial Robert Mueller. Flynn deve admitir ainda que contatou um membro da equipe de transição de Trump para discutir o que dizer à Rússia.

Segundo o processo, Flynn disse falsamente ao FBI que não havia pedido ao embaixador russo que evitasse uma escalada na situação, em resposta a sanções impostas pelos EUA contra o país.

Outra mentira de Flynn, de acordo com o processo, ocorreu quando ele disse não se lembrar de o embaixador lhe dizer que a Rússia havia escolhido a moderação, diante das sanções.

Flynn também foi acusado de declarar falsamente que não pediu ao embaixador russo para retardar uma votação ou derrotar uma resolução no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas e que o embaixador posteriormente nunca descreveu qual seria a resposta de Moscou no caso.

Resposta de Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou o Twitter neste sábado para se pronunciar pela primeira vez sobre o caso de Michael Flynn, que fez acordo com a Polícia Federal americana para testemunhar que foi instruído a fazer contato com autoridades russas durante as eleições de 2016 nos EUA. Flynn se declarou culpado por mentir ao FBI sobre seus contatos com os russos.

Trump disse que as ações de Flynn durante a campanha, ao se aproximar do embaixador da Rússia nos EUA, foram dentro da lei e que “não havia nada a esconder”, e que toda a situação “é uma pena”.

“Eu tive de demitir o General Flynn porque ele mentiu ao vice-presidente e ao FBI. Ele se considerou culpado dessas mentiras. É uma pena, porque suas ações durante o período de transição de governo foram legais. Não havia nada a esconder!”, escreveu o presidente americano.

Em março deste ano, após Flynn sair do governo quando surgiram as suspeitas de que ele teria entrado em contato com autoridades russas durante as eleições, defendeu Flynn em mensagem no Twitter e disse que o então conselheiro devia pedir imunidade à Justiça e que estava ocorrendo uma “caça às bruxas”.

“Mike Flynn devia pedir por imunidade, isso é uma caça às bruxas (uma desculpa pela grande perda das eleições) pela imprensa, pelos democratas, de proporções históricas”.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com