Tamanho dos dedos indica com quantas pessoas você vai transar

0

Não é de hoje que se pesquisa a relação entre tamanho dos dedos e questões ligadas a gênero – estima-se que isso seja tema de estudos desde a década de 1930. No entanto, foi somente nos últimos meses que cientistas conseguiram resultados concretos sobre o tema e conexões com comportamento sexual.

De acordo com um recente estudo feito pela Universidade de Oxford, o tamanho dos dedos de uma pessoa está ligado diretamente com a quantidade de parceiros sexuais que terá ao longo de sua vida. E os dedos em questão são os mesmos que guardam informações sobre gênero: o indicador (2° dedo) e o anelar (4° dedo).

Ao longo da pesquisa, foram entrevistados mais de 575 voluntários. Além disso, fotos de mais de 1,3 mil pessoas foram analisadas. Tudo isso para chegar a uma conclusão: há pessoas que preferem a monogamia e existe quem prefira sexo sem compromisso. E sem meio termo. (Veja também: Por que seres humanos gostam tanto de sexo?)

Segundo o resultado obtido pelos pesquisadores da Universidade de Oxford, quanto maior a diferença de tamanho entre o indicador e o anelar, maior a chance da pessoa ter mais parceiros sexuais durante a vida. Caso a diferença seja pequena, aumenta a possibilidade de monogamia.

Outros estudos sobre tamanho dos dedos

O estudo da Universidade de Oxford é baseado em uma razão chamada de 2D:4D (o comprimento do 2° dedo, indicador, dividido pela medida do 4°, anelar). Essa teoria é estudada há décadas – desde 1930, conforme relatado no primeiro parágrafo deste texto.

No entanto, o motivo original de se estudar a razão 2D:4D não tem relação com o comportamento sexual em si. Pesquisa-se sobre o tema porque entende-se que exista uma questão de gênero nessa diferença.

De acordo com os estudos sobre o assunto, a diferença de tamanho entre o indicador e anelar é maior nos homens do que nas mulheres. Há uma explicação biológica por trás disso: quanto mais exposição à testosterona durante o período de gestação, maior é essa disparidade de comprimento. (Veja também: Geração Y é a que menos faz sexo desde nascidos em 1920, diz pesquisa)

Pesquisas mais recentes apontam, ainda, que há duas consequências distintas para quem tem essa diferença de tamanho entre os dois dedos. Por um lado, há maior contagem de espermatozoides. Por outro, existe uma chance mais alta de ter artrite nos joelhos – neste caso, para ambos os gêneros.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com