Terra pode ter novo supercontinente em 200 milhões de anos, diz estudo

0

Se você se lembra muito bem das aulas de geografia na escola, deve se recordar que o nosso planeta já foi lar de supercontinentes como Gondwana e Pangeia, que se separaram há milhões de anos atrás e formaram os continentes da forma que os conhecemos. No entanto, uma pesquisa diz que um supercontinente pode voltar a existir em um futuro distante.

Os pesquisadores Hannah Sophia Davies e João C. Duarte, da Universidade de Lisboa, e Mattias Green, da Universidade Bangor, no Reino Unido, foram os responsáveis por esse novo estudo. Primeiramente, é bom lembrar que a superfície do nosso planeta é formada pelas placas tectônicas, que se movem alguns centímetros a cada ano.

Os pesquisadores lembram que em um prazo de 400 a 600 milhões de anos, as placas podem se reagrupar novamente e formar um novo supercontinente. Como a Pangeia deixou de existir há 180 milhões de anos, podemos dizer que estamos na metade deste ciclo.

Assim, esse possível novo supercontinente poderia surgir daqui a 200 ou 250 milhões de anos, de acordo com as estimativas dos pesquisadores. Eles, inclusive, já lançaram quatro cenários diferentes. Confira abaixo.

1) Nova Pangeia

supercontinente-1

Se as condições atuais persistirem no futuro, o Oceano Atlântico ficará maior, enquanto que o Pacífico diminuirá. Isso fará com que o continente americano se choque com a Austrália e a Antártica.

Já a América do Norte se chocará com a Eurásia, que já estará colada com a África. Essa é a Nova Pangeia, que ganhou esse nome por ser bem semelhante com a Pangeia original.

Veja também:   Foguetes falham e forçam cápsula Soyuz a fazer pouso de emergência

2) Pangeia Última

supercontinente-2

Neste cenário, existe a possibilidade do Atlântico fazer o oposto: começar a se retrair.

Neste caso, a América do Norte se ligaria com a África, que já estaria junto da Eurásia. Já a América do Sul estaria bem próxima de parte da Antártica. Existiria tanto um grande oceano no meio deste continente quanto um super Oceano Pacífico.

3) Aurica

Se o Oceano Atlântico acabar causando uma nova zona de subducção (área de convergência de placas tectônicas), que é algo que pode estar ocorrendo, tanto ele quanto o Pacífico podem deixar de existir e formar novos oceanos

Neste caso, seria aberto um enorme buraco do oeste da Índia até o Ártico. A Austrália iria para o norte e seria englobada por parte da Ásia, Antártica e Américas. Por fim, a Europa e a Ásia se ligariam com o outro lado do continente americano.

4) Amasia

supercontinente-3

Essa é uma possibilidade remota, mas existe, já que muitas placas tectônicas estão se movendo para o norte do planeta, por conta de anomalias causadas pela Pangeia.

Neste cenário, todos os continentes se moveriam para o norte do nosso planeta, com a exceção da Antártica. Esse supercontinente ficaria no entorno do polo norte e ganhou o nome de Amasia dos pesquisadores.

Destes quatro cenários, a pesquisa aponta que o mais provável de acontecer é o da Nova Pangeia, enquanto que os demais só ocorreriam com a influência de uma série de fatores.

Mas, claro, não custa nada imaginar como seria nosso planeta em cada um desses cenários, não é mesmo?

Veja também:   666: o segredo por trás do conhecido número da besta



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com