Touchscreens do McDonald’s estão cheios de coliformes fecais, diz estudo

0

Alguns restaurantes da rede McDonald’s possuem um sistema de autoatendimento com uma tela touchscreen. Acontece que a tela está repleta de coliformes fecais, em outras palavras, partículas de cocô, segundo um estudo realizado na Inglaterra. É bom ficar atento, pois embora seja ainda raro, esse serviço já existe nos restaurantes do Brasil.

O estudo foi realizado em uma parceria do jornal Metro com a Universidade Metropolitana de Londres e analisou oito estações de autoatendimento da rede de fast-food mais famosa do mundo, sendo seis deles na capital britânica e duas na cidade de Birmingham, a segunda maior cidade da Inglaterra. Nenhuma delas passou incólume: todas as oito telas touchscreen analisadas tinham a presença de coliformes fecais.

O problema com essas bactérias, que costumam trafegar normalmente no sistema digestivo, é que elas costumam vir acompanhadas de outros micro-organismos, alguns deles perigosos. É o caso da Staphylococcus aureus, bactéria que pode causar desde doenças de pele e intoxicações alimentares a problemas como envenenamento do sangue e síndrome do choque tóxico.

Bactérias como a Listeria, causadora da listeriose, também marcaram presença nos touchscreens. Essa, especificamente, pode causar abortos espontâneos em mulheres grávidas, ou a morte do feto durante a gestação. Outras como Proteus e Enterococcus faecalis são comuns em infecções hospitalares e sua presença foi uma grande surpresa para os pesquisadores.

Desvantagens da tecnologia

Certamente a ideia do McDonald’s ao disponibilizar o autoatendimento ao público era tornar o serviço mais prático, mas a tecnologia tem suas desvantagens. “Alguém pode ser muito cuidadoso com sua própria higiene durante o dia, mas tudo pode ser desfeito usando uma máquina touchscreen uma vez”, afirma Paul Matewele, professor sênior de microbiologia da Universidade Metropolitana de Londres.

Veja também:   Cientistas encontram vírus da zika em macacos no Brasil

Um porta-voz da rede de restaurantes afirmou que as telas são limpas com bastante frequência, várias vezes ao dia. No entanto, parece que não tem sido o suficiente para acabar com as bactérias e coliformes fecais.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com